22/02/2017 - 09h45 - Atualizado em 22/02/2017 - 09h52

Giacomo Agostini: "Viñales pode ganhar o Mundial este ano"

Ele vê a ascensão de um novo rival para Rossi e prevê que haverá confusão no box da Yamaha

Miguel Sanz - Marca.com

Aos 74 anos, Ago segue sendo tão grande quanto seus 15 títulos mundiais

O gigante italiano (Brescia, 1942), sempre exuberante em sua amabilidade, passa em revista a pré-temporada com o noticiário esportivo espanhol Marca e acima de tudo, os desafios de Valentino Rossi antes a armada espanhola: Márquez, Viñales e Lorenzo, cada um com uma moto diferente.

Melhor do que a última temporada, com tantos ganhadores, vai ser difícil ter outra na MotoGP...
Bem, eu acho que estamos diante de uma temporada muito interessante, porque há muitos bons pilotos e muitas motos boas, que a torna emocionante: muitos pilotos querem e podem ganhar, há muitos espanhóis e também italianos, estou de olho.

Mas Márquez parece o claro favorito...
Há certeza de que Márquez tentará vencer de novo, ele é o campeão e sim, ele é o homem a bater, claro, mas Valentino quer ganhar outro título antes de terminar sua carreira, aqui todo mundo quer ganhar...

Inclusive Lorenzo...
Lorenzo mudou-se para a Ducati, Ok, mas a Ducati agora não está mal, a moto é boa, ele é muito rápido e tudo depende de a equipe trabalhar bem junto, porque às vezes Lorenzo é um cara difícil, mas se tudo estiver cem por cento ele  pode ganhar, porque é muito, muito rápido.

E de repente se torna Viñales e domina quase todos os treinamentos. É o novo Lorenzo para Rossi?
Acho que Viñales é muito, muito bom. Ele é jovem e ainda não tem experiência suficiente, mas mesmo assim é rápido, imagino quando tiver mais experiência. Acho que ele tem chances de ganhar o Mundial, e embora a esta altura seja difícil, creio que você deve somar  os outros três que podem: Márquez, Rossi e Lorenzo.

Pode haver problemas entre Valentino e Maverick se ele começar a superá-lo?
É claro. Quando você tem dois grandes pilotos na sua equipe, nunca os grandes se  convertem em amigos. É impossível, porque só há um troféu lá e todo mundo o quer. Rossi acredita que é o melhor, como Marc ou Jorge, mesmo eu ainda acredito que iria ganhar deles que eu sou o número 1. Ninguém quando corre pede desculpas para outro e diz 'perdão,  pode me ultrapassar', não, o 'desculpe' não existe. Respeito sim, e é muito importante.

Ainda temos na Aprilia e até a nova KTM...
Vamos ver o que fazem os austríacos. Tudo o que o mundo espera algo, porque ganharam tudo em categorias pequenas, no motocross, têm boa tecnologia e estupendos  engenheiros, austríacos, diretos, trabalhadores... Não é fácil, porque os japoneses levam muitos anos e tem mais experiência que os outros. É preciso tempo.

Afinal, Rossi está rodeado de espanhós e entre motos competitivas...
Valentino é Valentino. Ele tem dado muito aos patrocinadores ao longo desses anos e muita gente gosta dele porque traz muitas emoções para esse esporte há muito tempo. Agora, claro, os jovens chegam, todos espanhóis sim,  e a idade é importante, porque se não, até eu gostaria de continuar correndo.

Ele tem tempo para um último título, ou apenas para bater seu recorde? Porque faltam apenas 8 vitórias
É importante ser campeão, claro e também bater recordes, porque isso deixa muitas pessoas felizes. Se eu fosse Valentino, claro que iria tentar vencer tudo o que puder, mas quando me perguntam se ficaria feliz se ele batesse o meu, eu digo 'não, porque deveria ficar feliz?' Mas entendo que um recorde existe para ser batido.

Como piloto, quem é melhor, Valentino ou Márquez, inclusive se retirarmos a tecnologia?
É difícil. Se tivesse que dizer hoje, Márquez é o campeão, mas porque tem 24 e Vale 38 e quando você tem trinta e muitos pensa um pouco, mas quando tem  20 anos você não pensa, não pensa em nada, apenas em sair e dar gás, é normal. Valentino foi o número 1 muitos, muitos anos e agora, insisto, chegam os jovens de 21 ou 22, como Viñales. Com ou sem tecnologia seria o mesmo. No final os melhores ganham.

Você, que nunca acreditou que houve conspiração em 2015, acha que no final esta controvérsia fez bem para ele e para as motos?
Eu acredito que os dois cometeram erros, e nós tornamos tudo maior do que foi. Valentino cometeu um erro naquela roda de imprensa e Marc respondendo, mas após o fim da última corrida se encerrou tudo. Eles não vão ser amigos, mas sim, há respeito. Acho que é melhor que tenha concluído, mas sim, ganhamos publicidade. Todo dia se  falou de motociclismo na televisão... E todos disseram que era errado mas não tão ruim, porque nos deu uma tremenda visibilidade. Olhe para a F1 com Hamilton e Rosberg. E no meu tempo o que acontece é que não tinha televisão e por isso não é via o que se passava nas corridas (risos).

É a MotoGP a nova F1, com tantas boas corridas e as pessoas vendo os melhores com as melhores motos?
O campeonato que temos agora é muito emocionante, está claro, e essa é a razão por que as pessoas não caem no sono, como é o caso da Fórmula 1 (risos). Tenho muitos amigos que cochilam durante a corrida... Bem, existem muitas tecnologias e antes os pilotos trabalhavam arduamente para preparar a moto. Agora, claro, o piloto continua a ser importante, mas tem sido muito ajudado por computadores, das ajudas de tração... E essa é a razão  de termos tanta gente junta. Agora a configuração de uma motocicleta pode ser preparada para que um piloto ande muito perto de outro...

Por curiosidade, você segue andando de moto?
Sim, todos os dias, para ir ao escritório, uso grandes e pequenas, depende de onde ir e do clima. E também faço exibições. O que não jogo é o golf, ainda sou jovem para isso...

Comentários,

Comentar matéria

Não houve comentários sobre este assunto.

West Coast - 306x100

Classificação,

    PILOTO PONTUAÇÃO
    1 Marc Marquez 129
    2 Maverick Viñales 124
    3 Andrea Dovizioso 123
    VEJA TABELA COMPLETA

esportes,22 Nov