12/11/2015 - 17h25 - Atualizado em 12/11/2015 - 17h30

Lorenzo e Rossi em dias de teste em Valência

Testando os pneus Michelin e suas M1 para 2016

Fonte: Assessoria MotoGP

Lorenzo: “Hoje concentrados na eletrônica”

Jorge Lorenzo passou a quarta-feira concentrado no novo pacote de eletrônica para a sua M1 de 2016 no segundo dia do Teste de Valência.

O Campeão do Mundo de MotoGP™ da Movistar Yamaha de 2015 assumiu a liderança da tabela de tempos praticamente mal foi para a pista nesta quarta-feira. O espanhol passou a maior parte do dia aos comandos da moto de 2016 e completou um total de 48 voltas. Ele melhorou o tempo para 1:31,282s para terminar a 0,222s da frente.

Jorge Lorenzo: “A máquina de 2016 que testamos em Aragão é a moto que está adaptada aos pneus Michelin para ter melhor desempenho. O tanque de combustível está atrás, por trás do banco, antes estava à frente do piloto. Hoje concentrados na eletrônica, já que os nossos tempos por volta ainda estão a meio segundo dos tempos que fazíamos com a versão antiga. A outra coisa em que trabalhamos foi com o pneu frontal da Michelin, que ainda estamos tentando melhorar. Senti, por exemplo, que na frenagem a traseira tem muita aderência no centro desse pneu, mas quando me inclino para frente ainda durante a frenagem, à frente me dá mais instabilidade e não podemos puxar tanto em frenagem. Usei a eletrônica de 2016 durante todo o dia. Na terça-feira nem a potência, nem a frenagem do motor davam o melhor desempenho, pelo que trabalharam nisso nesta quarta-feira me senti muito melhor e melhoramos muito ao longo do dia.”

Rossi: “Melhoramos muito a moto”

Rossi melhorou a pilotagem em quase um segundo na quarta-feira, no Teste de Valência, mas crê que ainda há trabalho a fazer com a Michelin.

Valentino Rossi, da Movistar Yamaha, terminou o teste de dois dias em Valência na sétima posição depois de melhorar muito na quarta-feira. O italiano trabalhou arduamente com cada um dos elementos do programa da equipe e completou mais que duas provas completas de corrida em distância percorrida. Com o progresso do dia, ele ajustou as afinações da moto para uma melhor adaptação aos pneus Michelin e rodou em 1:31,498s. Ao invés de se concentrar apenas em melhorar a marca, “O Doutor” terminou o dia recolhendo importantes dados com uma prova final longa aos comandos da máquina de 2016.

Valentino Rossi: “O segundo dia, para nós, foi muito positivo. Foi um dia longo, fiz muitas voltas e tentei melhorar as sensações com os novos pneus. Estou muito contente porque de tarde os meus tempos não foram maus. Fiz tomadas longas para compreender os pneus e fui sempre rápido. Melhoramos muito a moto em comparação com o primeiro dia e os pneus, especialmente o frontal, deu melhores sensações e isso é importante. Também trabalhamos um pouco a eletrônica para o próximo ano, que é algo que já melhoramos, mas ainda temos trabalho a fazer. Para mim, temos de continuar a trabalhar porque parece que estamos um pouco mais em apuros com os pneus Michelin, em particular na entrada de curva e na distribuição de peso. É claro que este é o primeiro passo, mas não é mau porque melhoramos um segundo face ao primeiro dia; só temos de fazer mais quilômetros.”

Comentários,

Comentar matéria

Não houve comentários sobre este assunto.

West Coast - 306x100

Classificação,

    PILOTO PONTUAÇÃO
    1 Marc Marquez 129
    2 Maverick Viñales 124
    3 Andrea Dovizioso 123
    VEJA TABELA COMPLETA

esportes,14 Nov