14/07/2015 - 00h15 - Atualizado em 14/07/2015 - 00h16

Marquez continua seu impressionante recorde na Alemanha

O Campeão Marc Márquez assinou 6ª vitória em Sachsenring

Fonte: MotoGP

O Campeão Marc Márquez assinou 6ª vitória em Sachsenring e a 2ª da temporada à frente de Dani Pedrosa e do líder da geral Valentino Rossi.

O Campeão do Mundo de MotoGP™ Marc Márquez parece estar finalmente retornando à boa forma e depois de ter dominado todas as sessões de treinos e qualificação, levou a melhor no GoPro Motorrad Grande Premio da Alemanha sem qualquer problema para assinar a segunda vitória do ano e a sexta no traçado de Sachsenring, reforçando o seu domínio no circuito germânico.

Vindo da pole position, o espanhol da Repsol Honda viu-se surpreendido por um fortíssimo Jorge Lorenzo. O compatriota da Movistar Yamaha MotoGP fez uma largada brilhante para assumir o comando no início da corrida, levando mesmo a crer, por momentos, que poderíamos estar perante mais uma das suas tradicionais fugas rumo ao triunfo.

Contudo, percorridas cinco voltas Lorenzo viu-se superado por Márquez, que não mais cedeu a primeira posição e rumou, tranquilo, para a vitória, a primeira do ano desde Austin e o segundo pódio consecutivo. Um resultado muito positivo para o Campeão do Mundo que, depois das desistências em Mugello e Barcelona, está agora a apenas quatro pontos do terceiro lugar da geral.

Com o vencedor a ser conhecido ainda na primeira metade da corrida, as atenções viraram-se para as restantes posições do pódio. Lorenzo ainda se manteve no segundo posto por três voltas e depois em terceiro por outras tantas, mas soçobrou ao cabo de 11 voltas, a essa altura, se viu relegado para a quarta posição até o final. Um desfecho bem aquém do que o espanhol esperava depois de cinco pódios consecutivos e de ter chegado a ocupar a liderança provisória do Campeonato quando, nos momentos iniciais da prova, o colega de equipe Valentino Rossi rodava em quarto.

Por esta altura, e já desde a oitava volta, era precisamente o líder da geral, Rossi, quem corria atrás de Márquez na tentativa de assinar o quarto triunfo da temporada. Mas a verdade é que a Repsol Honda se apresentou demasiadamente forte e não só o Campeão do Mundo se revelou inalcançável, como o colega de equipe Dani Pedrosa voltava a mostrar-se com nível muito bom, para superar Rossi, que tinha largado na sexta posição. Ainda assim, o italiano manteve o pleno de pódios este ano e garantiu o décimo consecutivo, o que demonstra bem o momento de melhor forma que está passando aos 36 anos de idade.

Pedrosa, ao contrário do que aconteceu em Assen, fez uma prova muito positiva, protagonizando interessante duelo com Rossi e acabando por garantir o segundo pódio da temporada para dar à Repsol Honda a primeira dobradinha da temporada.

Enquanto isso, atrás dos quatro primeiros dominados pela Honda e Yamaha, Andrea Iannone concluía as 30 voltas num solitário quinto lugar. O piloto da Ducati Team largou para a prova na quarta posição, mas desde logo se viu superado pelos homens da Repsol Honda e Movistar Yamaha para cruzar a linha de chegada a mais de 20 segundos da frente. Uma diferença muito significativa que a marca de Borgo Panigalle tentará reduzir com dever de casa na fábrica durante a pausa de Verão que começa agora.

A pouco mais de três segundos, em sexto, terminou Bradley Smith. O britânico da Monster Yamaha Tech3 voltou a ser o melhor piloto satélite superando uma vez mais Cal Cruchlow em duelo direto. O compatriota da CWM LCR Honda foi o sétimo, mas a mais de 6,6s de distância.

O colega de equipe de Smith, Pol Espargaró, também esboçou vontade de lutar pela vitória entre os privados, mas acabou por terminar em oitavo, com Danilo Petrucci (Octo Pramac Racing) a ser o segundo melhor entre as Ducati e Aleix Espargaró a garantir o quinto Top 10 do ano e a levar o Team Suzuki Estar aos dez primeiros pela 11ª vez neste ano de retorno à categoria rainha.

Em termos de Campeonato do Mundo, Valentino Rossi não só mantém a liderança como acabou por ver a vantagem aumentada sobre o colega de equipe Jorge Lorenzo para 13 pontos. O italiano soma 179 pontos contra os 166 do espanhol, enquanto Iannone segue na terceira posição (118), mas agora com Márquez na cola (114). Quem perdeu terreno foi Dovizioso que voltou a desistir, desta vez por queda.

Comentários,

Comentar matéria

Não houve comentários sobre este assunto.

West Coast - 306x100

esportes,20 Nov