01/12/2015 - 15h21 - Atualizado em 01/12/2015 - 15h22

Perguntas e respostas com Jorge Martinez 'Aspar'

Foi uma temporada difícil para os lados de Aspar em 2015

Fonte: Assessoria MotoGP

Foi uma temporada difícil para os lados de Aspar em 2015, mas conseguiu mesmo assim mostrar o seu potencial.

Depois da temporada de 2015 ter terminado Jorge Martinez “Aspar” falou com o motogp.com sobre o difícil ano vivido no Mundial.

Qual é a sua opinião geral da temporada na MotoGP™?

A verdade é que ambos os nossos pilotos fizeram algumas corridas fortes; o Nicky Hayden fez algumas corridas mesmo muito boas, como em Le Mans, e o Eugene Laverty também esteve muito bem em Aragão e venceu a classe Open. Mas na realidade o resultado no final da temporada ficou longe do esperado. Estávamos apostando em resultados melhores e lutando pela vitória na Open até ao final, mas infelizmente não fomos capazes.

O que você acha que aconteceu?

Agora, analisando e vendo tudo em conjunto, é fácil entender que podíamos ter feito outras coisas e que podíamos ter tido mais melhorias na moto por parte da Honda.

O que você acha que foi a grande diferença entre as melhores equipes Open?

Creio que há uma diferença muito grande. A Yamaha e a Ducati tiveram as motos do ano passado, mas com eletrônica Open, por isso as suas motos estavam um nível mais elevado que as nossas.

A Honda fez a sua parte?

A Honda fez o que pôde com uma moto totalmente nova para a classe Open. A moto tinha uma prestação um pouco mais baixa em comparação com a Ducati. Ambas as motos Avintia tinham 10 a 12 km/h de vantagem sobre nós em quase todas as pistas.

Mudaste de alguma forma ao longo da temporada?

Houve algumas pequenas melhorias, mas nada grande, infelizmente. Por exemplo, fizemos pequenas melhorias com o braço oscilante, mas os verdadeiros passos surgiram com a eletrônica ao longo do ano. Os passos surgiram sempre do lado técnico da nossa equipe.

Também tens uma equipe na Moto3™, como avalia essa temporada?

Creio que temos dois grandes pilotos no Jorge Martin e o Pecco Bagnaia e que fizeram grandes corridas. O Jorge levou muito a sério o ano de estreia no Mundial e apresentou resultados muito bons, quando se tem isso em conta. Por exemplo, na Malásia, que é um circuito difícil de aprender, ele esteve forte desde o primeiro treino e fez um grande tempo.

Comentários,

Comentar matéria

Não houve comentários sobre este assunto.

West Coast - 306x100

Classificação,

    PILOTO PONTUAÇÃO
    1 Marc Marquez 129
    2 Maverick Viñales 124
    3 Andrea Dovizioso 123
    VEJA TABELA COMPLETA

esportes,21 Nov