24/05/2015 - 22h59 - Atualizado em 25/05/2015 - 21h37

Domingo completo no GP Gaúcho e Uruguaio de Motovelocidade

Treinos e corridas aconteceram no domingo após um sábado de muita chuva

Zuun Motorcycles - Fotos: O Chacal

Aconteceu neste domingo, 24 de maio, a terceira etapa do GP Gaúcho de Motovelocidade no Autódromo Eduardo Prudencio Cabrera, na cidade de Rivera, Uruguai juntamente com a segunda etapa do Campeonato Uruguaio de Motovelocidade.

Após o cancelamento dos treinos cronometrados no sábado devido à chuva e fortes ventos, o domingo amanheceu nublado, mas com pista seca. Os trabalhos começaram cedo com o warm-up e após, os treinos cronometrados da 125cc e assim sucessivamente.

Com um grid de 24 motos, a categoria 125cc abriu os trabalhos, e quem levou a melhor pelo Gaúcho foi a moto #99 de Vagner Pavoni com uma corrida perfeita do início ao fim seguido das motos #72 de Tiago Cunha Bronski em segundo e Renato Leite #71 fechando a terceira colocação.

A segunda corrida do dia uniu as categorias SuperStock 600 e 1000 e a categoria Track Day 600 a 1300, ambos dos dois países. Na categoria Track Day, o gaúcho Ruy Salvador #28 largou na pole e logo na primeira volta abriu uma segura vantagem até vencer a corrida por conte de bandeira vermelha, após queda do uruguaio Fabricio Wawysiuk #62. O “pega” da prova ficou entre os gaúchos Luciano Anacleto #73 e Celio Campagnolo #613 repetindo o show de Santa Cruz do Sul com várias ultrapassagens entre ambos, mas desta vez Anacleto deu o “troco” e levou o segundo lugar e Campagnolo o terceiro. Destaque para a piloto feminina Gabriela Bastos do estado do Espírito Santo que compete este ano no campeonato uruguaio.

Na categoria 250cc, os pilotos Dirceu dos Santos #58 e Guilherme Michelin #48 protagonizaram uma grande disputa do início ao fim da corrida, com diversas ultrapassagens e mais uma vez a corrida não teve bandeira de chegada e sim bandeira vermelha devido ao tombo de Michelin, dando a vitória a Dirceu Santos. Mesmo com o acidente, o piloto chegou em segundo, por ficar dentro da volta válida de cronometragem e regulamento. Osmar Cefrim #8 fechou a terceira colocação. Na 250 – 300 Track Day Rafael Dutra #5 venceu e Cristian Dahm #20 chegou em segundo lugar.

O duelo mais esperado do dia ficou por conta de Maximiliano Gerardo #41 e Sebastian Salom #77 na categoria 600cc. Melhor para Maxi, que voou na pista uruguaia com um traçado perfeito e levou o troféu de primeiro lugar na geral. Pelo Gaúcho, Sebastian subiu no lugar mais alto do pódio e manteve a liderança do campeonato com três vitórias nas três etapas do GP. Em segundo lugar, Alexandre Penélope #33 esbanjou confiança e com uma excelente corrida superando Ronaldo Fratz #19 no duelo da segunda e terceiras posições.

Encerrando o dia, as temidas 1000cc deram o seu show a parte, mas mais uma vez não deu pra ninguém, Robson Portaluppi #46 que largou novamente na pole e cravou a volta mais rápida da prova (1.22.993) venceu sem dar à mínima chance para o segundo colocado Marcos Boeira #146 que na sexta feira sofreu um forte acidente nos treinos livres, fechando o pódio como piloto João (papa) Gebert #8. Na Light, Maico Colussi #14 mostrou que está decidido a levar o troféu de 2015 da categoria. Anselmo Perini #23 ficou com a segunda colocação e Marlon Verdi #83 fechou a conta.

A quarta etapa do GP Gaúcho de motovelocidade está marcada para agosto, dando uma pausa no campeonato para pilotos e equipes, devido ao nosso rigoroso inverno.

Comentários,

Comentar matéria

Não houve comentários sobre este assunto.

West Coast - 306x100

esportes,19 Nov