31/10/2016 - 15h10 - Atualizado em 01/11/2016 - 09h53

Gaúcho de Motovelocidade tem argentino campeão

Começou a definir-se os futuros campeões da temporada 2016 da motovelocidade gaúcha

Anisteu Faggion. Fotos: O Chacal

Começou neste sábado, dia 29 de outubro a grande final do Super Bike Gaúcho de Motovelocidade no Autódromo Internacional de Santa Cruz do Sul com direito a rodada dupla, ou seja, neste sábado a quinta etapa e domingo, 30, a sexta e última etapa da temporada 2016 da motovelocidade gaúcha.

O dia de competições começou com a categoria 250cc e Track Day 250-300cc e em disputa pelo campeonato, três pilotos com chance ao título. Hebert Pereira de Estrela, Marcio Dalzoto de Caxias do Sul e Djonatas da Rosa de Porto Alegre e ao término da prova embolaram de vez na pontuação, separados somente por 5 pontos entre o primeiro e o terceiro na geral. Na prova quem se deu bem foi Djonatas que além da pole venceu e viu de perto Hebert ter problemas em sua moto e terminar a prova em sétimo e assim, encostar de vez na ponta da tabela. Nada está decidido na 250cc e será uma disputa entre três grandes pilotos. Vale a pena conferir.

Na Track Day 250-300cc, uma vitória maiúscula de Guilherme Soares de Novo Hamburgo mas ainda está muito longe do atual líder da categoria Adonias da Rosa de Caçapava do Sul. Adonias entra com uma certa vantagem mas está tudo aberto e somente na sexta etapa é que se definirá o campeão 2016 da Track Day 250-300cc.

Em seguida a Super Bike Pró e Light entraram para definir os candidatos ao título da temporada e na Pró, Robson Portaluppi de Bento Gonçalves mostrou na pista que está ainda mais perto de conquistar seu oitavo campeonato gaúcho na motovelocidade com mais uma vitória neste sábado. Para isso, basta terminar a prova da última bateria. Já os pilotos Marcelo Dahmer de Três de Maio e Anselmo Perini de Farroupilha entram na pista torcendo por algum imprevisto de Portaluppi e também duelam entre si pelo vice-campeonato da categoria.

Robson Portaluppi

Na Light Luciano Anacleto e Marcos Boeira ambos de Caxias do Sul entram tecnicamente empatados e a disputa será roda a roda e será sem dúvida uma grande prova. Quem deixa a disputa por problemas técnicos em sua moto é Celio Campagnolo de Alegrete que abandonou a prova e abandona também algo melhor na ponta da tabela na classificação geral.

Podium da Light

Mateus Sgarbi de Bento Gonçalves venceu mas foi multado em cinco pontos pela direção de prova por mau comportamento perante a comissão de e Tiago Cunha Bronski de Alvorada vê seu bi-campeonato gaúcho na 125cc praticamente em seu colo. Com um ritmo forte, os dois pilotos proporcionaram um grande espetáculo na pista de Santa Cruz e amanhã os dois prometem mais um grande duelo em pista.

Mateus Sgarbi e em segundo Tiago Bronski e o podium da 125cc

Campeão antecipado, Marcos Pavan de Nova Bassano venceu a quinta de cinco etapas e chega à última rodada somente para cumprir tabela pois não poderá ser alcançado, mesmo não pontuando na categoria Track Day 1000-1300cc. Pavan mostrou nas pistas que é um sério candidato a piloto profissional no ano que vem, já que a Track é para pilotos iniciantes. Ederson Capelin de Flores da Cunha entra na pista defendendo o vice-campeonato contra Jair Lenz de Cruzeiro do Sul.

Marcos Pavan vencendo a quinta etapa

Na Track Day 600cc Leonardo Sebben entra na final com a taça na mão já que seu oponente direto Jeferson Castilhos não pontuou hoje. Resta para Castilhos disputar o vice-campeonato com Mateus Pistore. Será uma prova de tirar o fôlego.

Léo Sebben festejando mais um podium na 600cc Track Day

Uma das provas aguardadas era a prova da nova categoria R3 Yamaha e os protagonistas ao título de 2016 Hebert Pereira e Rafael Potaluppi entraram na pista com apenas sete pontos de diferença entre ambos. Rafael por sua vez precisava ganhar e ainda, em pista somar mais um ponto por mais voltas à frente de seu oponente, e num erro crucial perdeu contato com Hebert e viu sua chance de conquistar o campeonato ficar ainda mais distante. Para Hebert basta terminar em terceiro que conquista o título de campeão gaúcho da Copa R3. Destaque para o veternano “Rogerio Xavier - Bareta” que volta às pistas depois de longos anos afastado da motovelocidade.

Hebert Pereira perto do primeiro título da R3

Encerrando o dia a 600cc entraram em pista ecom pilotos de alto nível como Pedro Sampaio de Bento Gonçalves, Sebastian Salom da Argentina e Maximiliano Gerard do Uruguai fazendo uma competição a nível Mercosul. Salom entrou com o regulamento em baixo do braço e mais, participou da prova dez dias depois de passar por uma cirurgia e tornou-se campeão antecipado depois de ver Pedro Sampaio abandonar a prova após sofrer uma queda na curva um. Pedro Sampaio além de não pontuar neste sábado ficará fora da sexta etapa.

Sebastian Salom festejando antecipadamente a conquista da 600cc

A sexta e última etapa acontece neste domingo, dia 30 e a primeira prova do dia está marcada para as 11:40h com a categoria 250cc e Track Day 250-300cc. Serão mais cinco provas ao longo do dia e se definirá os campeões da temporada 2016 da motovelocidade gaúcha.

Ingressos a partir de R$ 10,00 nas arquibancadas e acesso aos boxes R$ 30,00. Crianças até 10 anos acompanhados de seus pais não pagam. Venha curtir um dia em alta velocidade com os melhores pilotos de motovelocidade do sul do país.

Veja o álbum de fotos pelo fotógrafo O Chacal:

Comentários,

Comentar matéria

Não houve comentários sobre este assunto.

West Coast - 306x100

esportes,22 Set