15/09/2015 - 18h12 - Atualizado em 15/09/2015 - 18h34

GP Gaúcho em dobradinha com o Brasileiro SuperBike Series

5ª Etapa do Gaúcho definindo os futuros campeões de 2015

Zuun,motorcycles - Fotos: Chacal

Num final de semana aonde predominou temperaturas baixíssimas na cidade de Santa Cruz do Sul/RS, palco da quinta etapa do Gaúcho de Motovelocidade juntamente com a Etapa do Brasileiro Superbike Series, pilotos de todo o Brasil e amigos “hermanos” fizeram a festa do público presente, que mesmo com o tradicional “vento geladíssimo minuano” aqui do sul, os apaixonados por motovelocidade não arredaram o pé do autódromo e puderam ainda, assistirem a um verdadeiro show de pilotagem na excelente pista gaúcha.

O domingo para os pilotos gaúchos começou com a prova da SuperBike 1000cc e o gaúcho Robson Portaluppi brilhou mais uma vez, pilotando forte entre os melhores do brasileiro terminando sua prova em terceiro na geral a frente dos competentes Danilo Lewis e Cachorrão. Este terceiro lugar não só lhe rendeu o podium do brasileiro, mas também, o primeiro lugar no Gaúcho de Motovelocidade que defende o título de 2015. Com 99,9% do título assegurado no gaúcho, Robson vai para Rivera com a taça na mão, bastando apenas terminar a prova entre os primeiros colocados. Para fechar o seu dia com chave de ouro, fez o melhor tempo da pista na geral, cravando 1.25 baixos. “Fiz uma excelente largada e sei que poderia mais, mas pensei no campeonato gaúcho. Consegui uma boa frente para o Danilo e o Cachorrão e mantive minha linha até o final. Estou super feliz com o resultado e o dia de hoje foi sem dúvida sensacional para mim, exaltou feliz da vida, Robson Portaluppi”. Chegando em segundo lugar no gaúcho e também conseguindo um excelente resultado Marcos Boeira pontuou e ainda fez bonito no brasileiro. O bento gonçalvense “papa” João Gebert definiu o podium do gaúcho. Destaque para o piloto gaúcho da KR Racing Marcelo Dahmer que prestigiou o evento, pois atualmente está correndo no brasileiro de motovelocidade.

Classificação final da categoria 1000cc valendo pela etapa do Gaúcho:
1º Robson Portaluppi # 46 – 1.25.326 – Melhor volta da prova
2º Marcos Boeira #46 – 1.30.584
3º João Gebert #80 – 1.35.322

Na sequência, entrou na pista de 3.531 metros a categoria 600cc e defendendo o título do Gaúcho de Motovelocidade, Sebastian Salom mais uma vez subiu no lugar mais alto do podium. Com dois acidentes na mesma volta e a maior parte da prova com safety car na pista, Salom fechou a geral em terceiro fazendo também a melhor volta da pista com 1.27 baixos. “Não larguei muito bem, mas foi uma excelente corrida. Ficamos muito tempo com o safety car na pista e isto prejudicou bastante, mas vamos para Rivera defender a última etapa e quem sabe, sairmos campeões do gaúcho neste ano, mencionou o argentino Salom”. Ronaldo Frantz chegou em segundo no Gaúcho e oitavo na geral e considerou a etapa de Santa Cruz um excelente resultado.“Emoção mil e bem colocado no brasileiro, me foquei bastante e está aí o resultado. Muito feliz, frisou frantz”. Em terceiro e ainda pilotando muito, Alexandre“Penélope” Kracik pontuou bem, tanto no gaúcho como no brasileiro. “Estou muito feliz com o dia de hoje, cheguei bem e brinquei bastante na pista andando no meu melhor”, destacou Alexandre.

Classificação final da categoria 600cc valendo pela etapa do Gaúcho:
1º Sebastian Salom #77 – 1.27.185 – Melhor volta da prova
2º Ronaldo Frantz #19 – 1.31.287
3º Alexandre kracik #33 – 1.31.369

Na parte da tarde foi à vez da categoria SuperBike Light aonde o piloto gaúcho Maico Colussi brilhou na pista de Santa cruz do Sul. Com uma largada espetacular chegando a beliscar o primeiro posto, alternou sua corrida nas posições de segundo a quarto até a penúltima volta quando voou baixo e com grandes ultrapassagens  assegurou a segunda posição na geral e o lugar mais alto do podium pelo Campeonato Gaúcho. Com a pontuação deste final de semana, subiu para a primeira colocação na geral do gaúcho. “Foi um final de semana onde estava focadíssimo e sabia que tudo ia dar certo. Tinha que buscar aqui em Santa cruz esta vitória para chegar à final em Rivera com uma grande chance de poder conquistar o título de 2015”, ressaltou explodindo de felicidades o piloto Colussi”. Terminando em segundo lugar no Gaúcho e quarto na geral, Anselmo Perini, que não largou bem definiu em poucas palavras o resultado.  “Me atrapalhei na largada, tentei buscar, mas o safety car prejudicou bastante. “Vamos para a próxima, lamentou Perini, que mesmo com todos estes problemas fez o melhor tempo da geral com 1.28 alto”. Fechando o podium do Gaúcho, Diego Zapaya que chegou em quinto na geral destacou que o fim de semana não foi nada fácil. “Fiz uma bela largada, mas o safety car me desconcentrou um pouco e a minha moto estava escorregando demais de trazeira neste final de semana, mas chegamos bem e é isso o que mais importa, colocou o argentino Zapaia”.

Classificação final da categoria SuperBike Light valendo pela etapa do Gaúcho:
1º Maico Colussi #14 – 1.30.071
2º Anselmo Perini #23 – 1.29.579 – Melhor volta da prova
3º Diego Zapaya #37 – 1.29.826

A categoria Track Day, categoria esta que dá direito ao acesso a correr profissionalmente o GP Gaúcho está demonstrando que veio para ficar sim. Os “novatos” estão dando um show à parte e com certeza, se divertindo muito em cada etapa neste ano de 2015. Na prova, o que parecia estar se encaminhando para um resultado favorável ao piloto Mognol, não aconteceu. Com um erro na entrada da curva, Mognol levou sua moto ao chão e ainda, com a queima de largada de Douglas Goetze, Celio Campagnolo levou de “brinde” o primeiro lugar e mostrou que experiência e tranquilidade contam muito neste momento. Com um traçado perfeito e ainda, sendo buscado aos poucos por Luciano “fantasma” Anacleto, manteve sua linha perfeita e faturou e etapa de Santa Cruz do Sul. “Combinamos eu, Mognol e o fantasma que subiríamos os três no podium, uma pena, mas feliz por esta conquista, citou o “jovem veterano” Campagnolo”. Em segundo, Luciano Anacleto vibrou muito com este podium. “Vim de uma etapa ruim de Guaporé e aqui não fiz um bom tempo no fim de semana e mesmo entrando focado não larguei bem, mas fiz uma grande corrida e acredito que se tivesse mais umas duas voltas poderia chegar perto de conquistar a vitória, justificou, mas contente Anacleto”. Fechando o podium do gaúcho Rodolfo Rafael Rodrigues.

Classificação final da categoria Track Day 600cc/1300cc valendo pela etapa do Gaúcho:
1º Célio Campagnolo # 613 – 1.32.013
2º Luciano Anacleto#73 – 1.31.882
3º Rodolfo Rodrigues #93 – 1.33.829

Entrando para definir o ano, Rafael Portaluppi, que venceu quatro das quatro etapas da categoria 250cc no Gaúcho de 2015, não titubeou e venceu mais uma. Com um início aonde disputou ultrapassagens com Marlinton e Hebert Pereira, Portaluppi manteve a calma e soube administrar a prova até o fim, chegando a ter certa tranquilidade no final. Novamente fez o melhor tempo em 1.42 zerados e vai para Rivera, como seu irmão Robson, que corre na 1000cc com a mão na taça do ano de 2015. “Estou feliz mais uma vez e bem encaminhado para a rodada dupla em Rivera e espero coroar 2015 com a conquista do campeonato. Está sendo um grande ano, zerou Portaluppi”. Em segundo lugar, Hebert Pereira, outro piloto com experiência em brasileiro subiu no podium depois de fazer uma belíssima prova no Autódromo de Santa Cruz. Na última volta veio para o tudo ou nada em cima de Marlinton e no vácuo ultrapassou e garantiu o segundo lugar.“Adorei voltar a fazer parte do Gaúcho e hoje foi uma grande corrida. Estou muito feliz, citou Hebert”. Finalizando o podium da 250cc Marlinton Dos Reis que chegou a figurar a primeira posição na grande largada que fez e as diversas ultrapassagens em cima de Rafael e Hebert ao longo da prova, não segurou a pressão e terminou sua prova em terceiro lugar. ”Fiz uma grande prova, larguei bem, mas não deu para segurar os dois. O Hebert tá andando muito e a moto dele estavam bem melhor de reta, tentei fugir, mas não deu, vamos para a próxima, lamentou Reis”. Destaque para uma corrida sensacional do novato Dirceu dos Santos Jr., que mesmo largando mal e caindo com sua moto nas voltas finais, protagonizou grandes ultrapassagens, figurando momentos na segunda posição da corrida. Veja como ficou o tempo dos três primeiros da 250cc.

Classificação final da categoria 250cc valendo pela etapa do Gaúcho:

1º Rafael Portaluppi #49 – 1.42.009 – Melhor volta da prova
2º Hebert Pereira #121 – 1.42.989
3º Marlinton Dos Reis #17 – 1.42.681

Na 250cc Track Day, Deividi Brehm, o “mecânico piloto” veio para ficar. Sua segunda prova como piloto e a segunda vitória na categoria, terminou o dia em quarto na geral. Com uma prova bastante técnica, mostrou que é um sério candidato a figurar entre os profissionais de 2016. “Ontem não consegui treinar e acho que dei apenas quatro voltas mas hoje consegui largar bem e finalizei a prova em quarto na geral. Estou feliz demais, finalizou Brehm”. Em segundo Rodrigo Hinterholz e finalizando o podium da Track 250cc Cristiam Dahm.

Classificação final da categoria 250/300cc Track day valendo pela etapa do Gaúcho:
1º Deividi Brehm Borgem  #87 – 1.43.291 – Melhor volta da categoria
2º Rodrigo Hinterholz #27 – 1.43.808
3º Cristian Dahm #20 – 1.43.485

Finalizando os trabalhos do dia a categoria 125cc mais uma vez brilhou. Com disputas diretas ao título Tiago Cunha Bronski, Renato Leite, Eduardo Breda e Dilan Esteves fizeram uma prova especial. Após a queda e parada dos pilotos Mateus Sgarbi e Marlon Antunes, a prova foi disputadíssima até o final. Tiago que está mais líder do que nunca teve trabalho no início e conseguiu manter a calma e levar mais uma vez a taça de primeiro lugar para casa. “Eu falei em Guaporé que eu vinha buscar a vitória em Santa cruz. Aqui é meu chão. complicou um pouco no começo, mas no final deu tudo certo, salientou o felicíssimo Bronski”. Em segundo e com uma prova cheia de ultrapassagens, chegando a estar em primeiro Renato Leite mostrou que é sim, um forte candidato a título na categoria. “Treinei bastante e consegui chegar em segundo, foi uma prova incrível e acredito que a final vai ser de arrepiar. Dedico este segundo lugar ao meu filho, que mesmo não estando com a gente aqui, este prêmio vai pra ele, citou o emocionado Renato Leite”. Fechando o podium, o emocionadíssimo piloto Eduardo Breda mais uma vez assegurou seu lugar nos três primeiros, como fez na última prova em Guaporé. “Foi mais uma prova fantástica e mais uma vez vou dedicar esta vitória ao meu filho que está para nascer e para o Lucas Leite que está fazendo muita falta aqui, justificou com os olhos marejados, Eduardo Breda.

Classificação final da categoria 125cc valendo pela etapa do Gaúcho:
1º Tiago Cunha Bronski  #72 – 1.53.134
2º Renato Leite #71 – 1.54.144
3º Eduardo Breda #1 – 1.54.671

A sexta e última etapa do GP Gaúcho será no Autódromo Internacional de Rivera, no Uruguai nos dias 21 e 22 de novembro de 2015. Será um final de semana de rodada dupla aonde vários pilotos poderão mudar a história da classificação geral do Campeonato Gaúcho de Motovelocidade. O final de semana promete fortes emoções para quem é apaixonado por motovelocidade. Não perca e até Rivera!

Comentários,

Comentar matéria

Não houve comentários sobre este assunto.

West Coast - 306x100

esportes,13 Nov