29/08/2016 - 19h26 - Atualizado em 29/08/2016 - 19h32

SBK Gaúcho começa a definir os futuros campeões 2016

Moto e final de semana perfeito agitam o Velopark

Anisteu Faggion - Zuun Motorcycles - Fotos: O Chacal

A quarta etapa do SuperBike Gaúcho de Motovelocidade marcou neste final de semana, 27 e 28 de agosto vários momentos importantes dentro e fora das pistas e a de maior expressão foi incluir novamente no calendário gaúcho da motovelocidade a inclusão do Velopark após 5 anos da última prova nas dependências do autódromo na cidade de Nova Santa Rita/RS.

A primeira prova do dia começou com as charmosas 125cc e após duas largadas por motivos de acidente e pela segunda vez na temporada, o piloto vencedor da prova Eduardo Breda foi desclassificado por exceder o limite de potência de seu motor após análise no dinamômetro, mas a prova foi sem dúvida um show de pilotagem de uma categoria que tem pilotos experientes como é o caso do multi categorias Renato Leite e do atual campeão da categoria Tiago Cunha Bronski, que no dia anterior passou pelo mesmo problema que Breda e desclassificado, teve que largar em último e mostrou por que é o atual campeão, chegando em segundo e ainda, com sorte de campeão se beneficiou da desclassificação de Breda e somou 25 pontos mantendo ainda mais a liderança para alcançar seu segundo campeonato na 125cc. “Minha desclassificação no sábado me deu mais forças para poder mostrar na pista minhas qualidades e fui abençoado com a segunda posição no final. Estou pensando na geral e estes pontos vão fazer a diferença, exclamou Bronski”. Na segunda posição o novato Rafael Alves subiu ao podium pela primeira vez. “Estou muito feliz, não esperava subir ao podium nesta temporada por ter muito piloto experiente no grid e hoje deu tudo certo, contou o emocionado Alves. Fechando, o “incansável” Renato Leite herdou a terceira posição após a mudança na classificação final.

Na sequência entraram as motos da Super Sport 600cc e em jogo estavam apenas três pontos separando Pedro de Moraes Sampaio de Sebastian Salom pela liderança da categoria. Com o mellhor tempo de todo o fim de semana entre as categorias, Sampaio entrou disposto a aumentar a pontuação em relação a Salom mas treino é treino e prova é prova e a história teve um grande desfecho. Com uma largada excelente Salom assumiu a ponta e manteve-se por três voltas à frente de Sampaio e na quarta volta com um mergulho incrível no miolo da reta oposta Sampaio retomou a ponta e quando parecia que tudo ia seguir o script, Sampaio perdeu a frente de sua moto na entrada da reta e foi ao chão, não conseguindo mais retornar a prova, restando apenas assistir seu oponente direto ao título vencer a colocar em xeque o campeonato. "Tive problemas técnicos com o freio dianteiro e foi inevitável segurar a moto mas faz parte e enquanto tiver chances vou lutar pelo título, colocou Sampaio extremamente emocionado". Sebastian Salom por sua vez, festejou muito a vitória e sabe que agora é administrar as últimas duas provas para sagrar-se campeão da temporada. “Foi uma prova sensacional. Fiz uma grande largada e as primeiras voltas foram muito fortes e hoje deu tudo certo e a equipe 77 está de parabéns em me dar um equipamento perfeito, salientou o novo líder da categoria Salom”. Destaque para Leonardo Sebben, o multi campeão off-road que largando em quinto chegou em segundo e mostra que está se adaptando muito rápido neste novo mundo duas rodas. Encerrando o pódium Maurício Fochesatto soma pontos importantes na classificação geral.

Na categoria 250cc Hebert Pereira mostrou que neste ano vai ser muito difícil ser superado na conquista do título da 250cc. Com uma grande largada e uma administração perfeita, o piloto da Rad Racing está a 13 importantes pontos do segundo colocado na geral Marcio Dalzotto de Caxias do Sul. “Mais uma vez deu tudo certo, apenas na largada tomei um susto quando Djonatas passou rápido por mim na entrada da segunda curva, mas logo retomei na saída dela e daí em diante administrei a prova até o final, ressaltou Hebert”. Por sua vez Dalzotto não conseguiu imprimir a mesma força e chegou apenas em quarto vendo Djonatas da Rosa se aproximar na busca pela vice liderança na geral. Fechando na terceira colocação, Deividi Brehn festejou mais um pódium.

Na 250-300cc Track Day Guilherme Soares venceu sua primeira prova como piloto oficial dando um salto importante na tabela geral e ainda, deu um show de pilotagem fazendo várias ultrapassagens na busca pela vitória. “Imagina num cara feliz. Dedico esta vitória a minha família que sempre esteve ao meu lado, exclamou Soares”. Adonias da Rosa, mesmo chegando em quarto no Velopark continua líder da categoria e mantém uma pontuação segura na conquista pelo título. Em segundo na prova Luciano Graneto vem tentando diminur a diferença para o líder mas vê Diego de Souza manter-se em segundo na tabela geral da categoria. Em terceiro na prova Rodrigo Armiliato mantém-se vivo na busca pela vice liderança.

Guilherme Soares a esquerda - Vencedor da 250/300cc TrackDay - Foto: O Chacal

Marcos Pavan parece desconhecer adversários e adversidades e mesmo com fratura recente na clavícula e fortes dores venceu a quarta de quatro etapas com 100% de aproveitamento. Se chegar entre os quatro primeiros na próxima etapa em Santa Cruz do Sul poderá se consagrar campeão antecipado da categoria 1000-1300cc Track Day. “Superação, esta foi a fórmula da vitória de hoje, depois do acidente que sofri, troca de moto, adaptação, dores, valeu, valeu muito esta vitória e vamos para a conquista do campeonato, falou o sempre emocionado Pavan”. Na segunda posição Ederson Capelin segue na luta pelo campeonato e fechando na terceira colocação Jair Lenz, encerrou o pódium.

Na 600cc Track Day Leonardo Sebben encerrou seu domingo em êxtase vencendo mais uma na categoria e ainda, deu um show particular na pista duelando com as mil cilindradas pela geral ficando apenas atrás de Pavan entre as cinco primeiras motos de alta cilindrada. “Hoje foi um dia sensacional pois dei tudo o que podia nesta prova e foi no miolo aonde me encontrei e mesmo sem estratégia, travei o punho e acelerarei tudo que podia, destacou Sebben”. Em segundo Jeferson Castilhos continuar pontuando e fechando o podium em terceiro Mateus Pistori.

Na mais nova categoria da motovelocidade gaúcha, a Copa R3 Yamaha Motoryama, monomarca sensação do SBK Gaúcho mostrou para o que veio, e a luta pela liderança está realmente em alto nível e com várias trocas de posições entre Hebert Pereira, Rafael Portaluppi e Marlinton do Reis, quem se deu melhor foi Hebert Pereira que soube administrar a corrida com muita frieza e na última volta freou no limite e em duas chances ultrapassou os dois e venceu com maturidade  mantendo-se ainda mais líder na categoria. “A Copa R3 é fantástica. A disputa é nos detalhes e notei que tinha que mudar a estratégia no começo da prova e deu tudo certo, agora vamos pra próxima, resumiu Hebert” . Em segundo e vendo ainda, muita chance de se tornar o primeiro campeão da categoria, o experiente Portaluppi chegou em segundo e vai para Santa cruz na busca da liderança. "Foi uma grande prova, e esperava que Hebert aprontasse no fim, mas não na última volta, acontecendo tudo muito rápido, mas valeu, comentou Portaluppi". Destaque para Marlinton dos Reis que duelou a altura com o líder e vice líder com postura de campeão, finalizando sua prova em terceiro. "Foi uma grande prova e brigar por posições com os ponteiros foi legal, e no fim e por não estar brigando diretamente pelo campeonato abri mão de forçar uma vitória, destacou Marlinton".

Finalizando a quarta etapa no Velopark e terminando a prova em bandeira vermelha após um acidente na entrada da reta, as categorias SuperBike e SuperBike Light novamente deram um show a parte e com um dia perfeito para Robson Portaluppi, o multi campeão venceu mais uma e vai para a quinta etapa um pouco mais tranquilo rumo ao sétimo título da categoria. “Foi uma grande prova e administrei bem, apenas com um pequeno erro no fim da reta, mas deu tudo certo, comentou Portaluppi”. Marcelo Dahmer largou bem, mas com um erro no fim da reta de chegada comprometeu a busca pela vitória, perdendo várias posições, voltou, lutou e terminou a prova em segundo. Anselmo Perini que vem na luta para melhorar sua posição na geral chegou apenas em quarto. Paulo Higino que volta as pistas após um longo período parado finalizou o pódium na terceira posição da geral.

Robson portaluppi - Foto: O Chacal

Na Light, o convidado Regis Dourado mostrou que está muito bem e finalizou a prova em primeiro. Em segundo Mariano Spolier chegou em segundo e fechando a conta Luciano Anacleto assume a liderança da categoria após chegar a frente de Marcos Boeira.

A próxima etapa está marcada para os dias 22 e 23 de outubro no Autódromo Internacional de Santa Cruz do Sul podendo ser adaptado junto ao Superbike Brasil de motovelocidade.

Confira abaixo álbum de fotos do que aconteceu no Velopark. Crédito das fotos: O Chacal

Comentários,

Comentar matéria

Não houve comentários sobre este assunto.

West Coast - 306x100

esportes,16 Jan