11/11/2014 - 00h29 - Atualizado em 11/11/2014 - 00h29

Carlos Pássaro se prepara para buscar título na Copa Kawasaki Ninja 300

O piloto da equipe Duda Racing é o quarto colocado na Copa Kawasaki Ninja 300

Fonte: VGCOM

Piloto da equipe Duda Racing encara a grande final do SuperBike Series Brasil em Goiânia

Carlos Pássaro (#777) - 2ª Etapa SBK Interlagos - Foto: Media Fotografia

A temporada 2014 está chegando a sua reta final e o saldo, até o momento, é bastante positivo para Carlos Pássaro (#777). O piloto da equipe Duda Racing é o quarto colocado na Copa Kawasaki Ninja 300, com 90 pontos conquistados, e tem grandes chances de colocar a mão na taça na última etapa da competição, que acontece entre os dias 14 e 16 de novembro, no Autódromo Internacional de Goiânia, em Goiás.

“Minha meta é ser campeão! Estou a 20 pontos do líder do ranking e 50 pontos ainda estarão em jogo em Goiânia. Sempre traço uma meta máxima e uma mínima. A máxima, como eu citei, é ser campeão, e a mínima é levantar o vice-campeonato”, avalia o piloto paulista.

O atleta acelera uma Kawasaki Ninja 300 representando a equipe Duda Racing, com patrocínio do Haras #77 Racing Team e apoio da MSR Macacões.

Carlos Pássaro #777: uma trajetória de amor ao esporte e superação

Carlos Pássaro, 37 anos, é um apaixonado por motocicletas desde sempre. Quando criança colecionava pôsteres de pilotos e motos de motovelocidade. Sua trajetória nas competições esportivas começou em 2002, na Copa RD 135, Campeonato Paulista e Copa Schincariol.

Carlos Pássaro (#777) - 2ª Etapa SBK Interlagos - Foto: Media Fotografia

“Fui com minha esposa assistir a uma corrida e fiquei fascinado. Naquele momento, decidi que queria entrar naquele mundo. Logo na segunda-feira seguinte comprei uma moto para poder competir. Minha esposa se empenhou para aprender mecânica e poder me auxiliar. Nossa estrutura era bem simples, eu e ela, e por isso despertava a atenção do pessoal nos boxes. No ano seguinte, consegui o apoio de uma oficina e a Dani (esposa) passou apenas a coordenar a parte mecânica. Foi um início difícil, mas valeu muito a pena”, relembra o piloto.

Entre 2002 e 2004, Pássaro participou de algumas provas, mas parou de correr por falta de patrocínio. Em 2010, sofreu um acidente na rua, fraturando sete costelas e três pontos da coluna vertebral. Seu retorno ao mundo das competições deu-se em 2011, através do convite do Eduardo Salles, proprietário da equipe Duda Racing, que sugeriu ao piloto uma corrida teste.

“Ninguém da equipe sabia que eu havia sofrido um acidente, mas vi ali a chance de retornar às pistas. Me adaptei rápido à moto e conquistei bons resultados, ficando entre os 20 melhores já nos primeiros treinos. Me emocionei bastante e revelei toda minha história ao pessoal da equipe, que acreditou na força interior e no meu talento, e fechou uma parceria que se estende até hoje”, conta ele.

Carlos Pássaro (#777) - 2ª Etapa SBK Interlagos - Foto: Media Fotografia

Representando a Duda Racing Team, Carlos Rocha Pássaro acelerou nas principais competições nacionais, como Copa Kawasaki Ninja 250 Light (2011 e 2012), Copa Kawasaki Ninja 300 e 250 Pro (2013), 500 Milhas de Interlagos (2014), Copa Pirelli (2014), 500 Quilômetros de Interlagos (2014), Copa Kawasaki Ninja 300 (2014).

Na temporada 2013, o piloto garantiu excelentes resultados, alcançando o 3º lugar Copa Ninja 250cc Pró (Paulista), 3º lugar Copa Ninja 250cc Pró (Brasileiro) e 10º lugar na categoria Ninja 300. Em 2014, foi vice-campeão Copa Ninja 300cc Pró (Paulista). Também foi 3º lugar nos 500 Km de Interlagos na categoria 250/300cc; 4º lugar nas 500 milhas de Interlagos na categoria 250/300cc; e 3º lugar na Copa Pirelli na categoria Ninja 300cc.

Comentários,

Comentar matéria

Não houve comentários sobre este assunto.

West Coast - 306x100

esportes,20 Nov