03/06/2015 - 09h49 - Atualizado em 03/06/2015 - 09h51

Resultado dos BRs de Regularidade, Cross Country, Velocross e Motovelocidade

Os resultados completos e a classificação geral dos campeonatos

Fonte: Assessoria CBM

BR de Enduro Regularidade: Emerson Loth vence, mas Grecco permanece na liderança

A cidade de Venda Nova do Imigrante, cidade que integra a turística região das Montanhas do Espírito Santo, recebeu nesse fim de semana as 9º e 10ª etapas do Campeonato Brasileiro de Enduro Regularidade.

Um grande número de pilotos participou da 27ª edição do Enduro da Polenta, que explorou percursos no entorno de Venda Nova, como a região do Alto Caxixe e Forno Grande, e no município de Conceição do Castelo.

Após a chuva de sexta-feira, o terreno ficou bastante molhado e escorregadio. Foi uma prova bastante rápida e técnica.  Na principal categoria, a Master, Emerson Loth, o Bombadinho levou a melhor. O piloto ficou em segundo no primeiro dia e venceu a prova do domingo, faturando o Enduro da Polenta.

“Estou muito feliz com a vitória no famoso Enduro da Polenta. Uma prova que sempre sonhei em vencer”, declara Emerson Loth.

Embora “Bombadinho” tenha vencido a prova, o piloto não conseguiu diminuir a vantagem do líder da categoria, Jomar Grecco, que é o atual campeão da classe.  Grecco somou a mesma quantidade de pontos, mas Loth venceu com o critério de desempate, em que se considera o melhor resultado do último dia. A diferença entre Jomar e Bombadinho, os dois primeiros colocados, permanece em 16 pontos.

“Primeiro dia foi de superação e consegui vencer, mesmo sentindo bastante e pilotando praticamente com uma mão. No segundo tentei manter o ritmo, mas cometi um erro no início da prova, caí e foi difícil recuperar. O mais importante foi que mantive a liderança” – declara por meio da assessoria, o piloto Jomar Grecco que tirou os pinos do dedão da mão esquerda há pouco mais de uma semana.

Guilherme Cascaes, Daniel Crema e Eduardo Tadashi fecharam o pódio da Master. Na categoria Senior, Eduardo Silva Firme venceu os dois dias e ficou com o lugar mais alto do pódio. O líder Claudio Hiert ficou com a segunda colocação.

Na Over 40, Sandro Hoffmann se mantém tranquilo na liderança. O piloto venceu os dois dias e somou mais 50 pontos na classificação. Clecio Hiert ficou com segunda posição e assumiu a vice-liderança do Campeonato. Pericles Dutra também manteve a ponta da Over 50 vitórias nos dois dias. Altair Bordignon também venceu o Enduro da Polenta e continua líder da Over 55.

Na Junior, Fabio Julio Moheng  ficou com a primeira colocação com a combinação de uma vitória e um segundo lugar. Leonardo Petter foi o segundo. O líder do Campeonato, Bruno Mourão ficou em sétimo, ao chegar em 10º no primeiro dia e 6º no segundo.  Já na categoria Novatos, André Cezati venceu a etapa. O líder Giovanni Carvalho não participou da etapa, mas permanece com grande vantagem na ponta da tabela.

Os resultados completos e a classificação geral do campeonato podem ser conferidos no site: http://www.cbm.esp.br/modalidade.php?mod=17

2ª Etapa do BR de Cross Country reúne público de cerca de 10 mil pessoas

A 2ª Etapa do Brasileiro de Cross Country foi realizada nesse fim de semana, dias 30 e 31 de maio, em Silvânia-GO. A prova também valeu pela 2ª Etapa do Goiano de Cross Country. Cerca de dez mil pessoas prestigiaram as provas no sábado e domingo.

“A estrutura de apoio foi ótima, área de alimentação, banheiros químicos para público e pilotos, área totalmente cercada, evitando o público de entrar na pista. Esta foi a melhor prova organizada por nós, tudo graça ao desempenho da prefeitura de Silvânia e os secretários, que nos deram todo apoio necessário. O local da pista bem seletivo com parte de alta e parte de trilha com bom trajeto entre grotas e matas. Na parte onde o público ficou colocamos duas mesas e curvas para que pudessem acompanhar o desenrolar das provas”, ressalta o organizador local da prova, Amélio Junior (Escadinha).

Na principal categoria a XC1, Luis Zanotto chegou à frente, seguido de José Monteiro Xavier e Gustavo Oliveira. Já na XC2, Gabriel Colombo, piloto de Silvânia, foi o primeiro e Rodrigo Siqueira de Carvalho o segundo. Rodrigo ainda levou a melhor na Over 35. E na Over 45 Jorge Luiz Sussumu foi o primeiro.

Vitor Caixeta Tavares subiu no lugar mais alto do pódio na Nacional A. Na sequencia chegaram José Carlos de Assis e Marco Antônio Fonto. Na Nacional B o campeão foi Rafael Pereira dos Santos, seguido de Paulo Roberto Ribeiro.

A próxima Etapa do Brasileiro de Cross Country será no dia 26 de julho, em Anápolis-GO.

Lucas Basso e Jacson Keil dominaram 3ª Etapa do Brasileiro de Velocross

Os pilotos Lucas Basso e Jacson Keil foram os principais nomes da 3ª Etapa do Campeonato Brasileiro de Velocross que foi realizada nesse domingo (31), na cidade de Cacequi, no Rio Grande do Sul. A prova também foi válida pela terceira etapa do Rinaldi Gáucho de Velocross.

O evento agitou a cidade gaúcha que recebeu pela primeira vez o campeonato nacional em grande estilo. Uma super estrutura foi montada para recepcionar pilotos vindos de todo o Brasil e também do Uruguai.

Rodrigo Volcan (Pelotas) conquistou sua segunda vitória no campeonato na VX3 e manteve a liderança da competição. Fernando Sanches venceu da categoria VX4 de ponta a ponta.  Luiz Refatti (Alegrete), campeão brasileiro em 2014, voltou a participar do campeonato e faturou a VX3 Nacional. João Francener (Joinvile) venceu a VX4 Nacional.

Lucas Basso faturou a vitória nas duas principais categorias do campeonato. Na categoria VX2 Lucas teve que superar Rodrigo Taborda (Colombo/PR) que largou na frente. Na VX1 largou na frente e administrou a corrida até o fim. Muito emocionado Lucas comemorou muito as duas vitórias. “Consegui manter um ritmo forte nas duas categorias. Estava precisando de uma vitória para me motivar ainda mais para lutar pelo Campeonato. As duas vitórias foram muito importantes. Estou muito feliz,” alega o piloto.

Jacson Keil também não deu chances para os adversários e cravou duas grandes vitórias nas categorias Nacional 230cc e Nacional Força Livre. “Gostei muito da etapa aqui no Rio Grande do Sul. A pista é uma das mais de alta que já andei. O local é muito bom e o terreno da pista é muito gostoso de andar, formam muitos buracos e canaletas, me sinto muito confortável neste tipo de terreno. Felizmente consegui sair daqui com duas vitórias que me deixam muito bem no Campeonato”, ressalta Keil.

Confira os primeiros colocados de cada categoria:

VX1
1º - Lucas Basso (Gentil/RS)
2º - Rodrigo Taborda (Colombo/PR)
3º - Mateus Basso (Gentil/RS)
4º - Jacson Keill (São Bento do Sul/SC)
5º - Sammy Varbanoff (Rivera/Uruguai)

VX2
1º - Lucas Basso (Gentil/RS)
2º - Rodrigo Taborda (Colombo/PR)
3º - Jacson Keill (São Bento do Sul/SC)
4º - Mateus Basso (Gentil/RS)
5º - Jordan Martini (Santa Maria/RS)

VX3
1º - Rodrigo Volcan (Pelotas/RS)
2º - Danny de Oliveira (Panambi/RS)
3º - Maiara Basso (Mato Casltelhano/RS)
4º - Lauthério Brauch (S. Lourenço do Sul/RS)
5º - Cleomenes Gomes (Camaquã/RS)

VX4
1º - Fernando Sanches (Santa Maria/RS)
2º - Maiara Basso (Mato Casltelhano/RS)
3º - Danny de Oliveira (Panambi/RS)
4º - Cézar Silva (Pelotas/RS)
5º - Júlio Balzan (Tupanciretã/RS)

Nacional Força Livre
1º - Jacson Keill (São Bento do Sul/SC)
2º - Felipe Deloss (Lajeado/RS)
3º - Eduardo Leobet (Piratuba/SC)
4º - Admilto Farias (Garuva/SC)
5º - Marcos Wudarski (Pinhais/PR)

Nacional 230cc
1º - Jacson Keill (São Bento do Sul/SC)
2º - Eduardo Leobet (Piratuba/SC)
3º - Gustavo de Freitas (Barros Cassal/RS)
4º - Jonas da Costa (Ciriaco/RS)

VX3 Nacioanl
1º - Luiz Volnei Refatt (Alegrete/RS)
2º - João Francener (Joinvile/SC)
3º - Anderson Guasso (Itaqui/RS)
4º - Danny de Oliveira (Panambi/RS)
5º - Jocemar Magni (Estrela/RS)

VX4 Nacional
1º - João Francener (Joinvile/SC)
2º - Danny de Oliveira (Panambi/RS)
3º - Norton Souza (Pelotas/RS)
4º - Elder Pirolli (Tapejara/RS)
5º - Sandro Meireles (Caçapava do Sul/RS)

Matthieu Lussiana vence na GP 1000 no Brasileiro de Motovelocidade

A disputa particular entre Matthieu Lussiana, da BMW Motorrad Petronas Racing, e Diego Pierluigi, da JC Racing Team, da categoria GP 1000, desde os treinos para a segunda etapa do Moto 1000 GP, em Cascavel (PR), durou até a metade da corrida desse domingo (31). Com um ritmo forte, Lussiana venceu e Pierluigi chegou em segundo lugar no Brasileiro de Motovelocidade. Wesley Gutierrez, da Motonil Motors-PDV Brasil, foi ao pódio no terceiro lugar na categoria GP 1000.

Quarto lugar no grid, Lussiana saltou para a ponta na primeira volta, acompanhado de perto por Pierluigi. Depois de 15 voltas, o piloto da BMW conseguiu se distanciar. “Apostei no composto para pista seca, porque percebemos que o traçado não estava mais tão molhado. Procurei manter o mesmo ritmo desde o começo”, revelou Matthieu, que na próxima semana, vai correr no Mundial de Super Stock. “Essa corrida foi bem importante, serviu como prévia para o mundial”, frisou o piloto.

Com o resultado da segunda etapa do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade, a classificação da categoria GP 1000 tem Matthieu Lussiana em primeiro, com 52 pontos, seguido do piloto português Miguel Praia, da Center Moto Racing Team, com 31 pontos e o argentino Sebastian Porto, companheiro de Lussiana na BMW Motorrad Petronas Racing, com 29 pontos alcançados.

GP Light – O vencedor da GP Light neste domingo (31),em Cascavel (PR), só foi definido a 200 metros da linha de chegada. Marcos Ramalho, da equipeSoder Racing, assumiu o primeiro lugar na última curva da volta final. A segunda etapa também levou ao pódio Marcelo Dahmer, da K Racing, e Jean Vieira, que corre pela MS Racing Team, em segundo e terceiros respectivamente.

GP 600 - Eric Granado foi o vencedor da segunda etapa do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade na categoria GP 600. O paulista inscrito pela GST Honda Mobil Super Moto deixou para trás o carioca Alex Pires, da Center Moto Racing Team, e o argentino Juan Solorza, que corre pela Solorza Competición.

GP 250 - A segunda etapa do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade na GPR 250 teve uma corrida bastante equilibrada, característica da categoria de formação de pilotos na Moto 1000 GP. Brian David, que leva as cores da Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros foi o vencedor, seguido dos pilotos da Playstation-PRT, Ton e Meikon Kawakami.

As motocicletas do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade utilizam a gasolina Petrobras Podium e o óleo lubrificante Lubrax Tecno Moto. Petrobras e Lubrax patrocinam a competição ao lado da Michelin, fornecedora de pneus a todas as equipes inscritas nas quatro categorias em disputa. O Moto 1000 GP também conta, na temporada de 2015, com o apoio de Beta Ferramentas, Puig, Servitec, LeoVince, Shoei e Tutto Moto.

Comentários,

Comentar matéria

Não houve comentários sobre este assunto.

West Coast - 306x100

esportes,19 Nov