13/07/2015 - 11h19 - Atualizado em 13/07/2015 - 11h19

Paô Bergamini e Adriano Galante encerram expedição freeride no Chile

Pilotos brasileiros falam da aventura sobre duas rodas nas dunas de Ritoque

Fonte: DREAM TRIP

Foto: DREAM TRIP

No último domingo, 5, os brasileiros Paô Bergamini e Adriano Galante retornaram ao Brasil após a expedição que fizeram ao Chile no melhor estilo freeride. Durante uma semana os pilotos exploraram as dunas de Ritoque em busca de grandes mesas e linhas inéditas, além de saltos com grande velocidade e “air time”.

O lugar, já conhecido pela paisagem paradisíaca e pelos obstáculos naturais propícios para a prática do freeride, entrou no roteiro dos pilotos há alguns anos, e desde então o objetivo é retornar a cada temporada.

Foto: DREAM TRIP

“ É uma experiência incrível, o roteiro é perfeito para curtir cada um dos dias de forma diferente, encontrando novas linhas e evoluindo ao longo das horas, descobrindo lugares novos, saltos divertidos e percorrendo boas distâncias para chegar aos lugares mais alucinantes. É desafiador, divertido e cada expedição é única e fica cravada na memória”, contou Paô Bergamini.

O roteiro teve início no domingo, 28 de junho, com o desembarque em Santiago (CH) para o encontro com o amigo Felipe Mondaca e das duas Suzuki RM-Z450 2015. Os pilotos seguiram para Viña del Mar, a cerca de 1 hora da capital chilena, junto ao pacífico, onde ficaram hospedados. Entre segunda e sexta-feira Paô e Adriano aceleraram em busca de aventura e adrenalina, em dias inteiros dedicados à pilotagem.

Foto: DREAM TRIP

“ Encontramos saltos  daqueles em que é preciso vir de longe, mudando as marchas na hora certa, usando o terreno e tentando tirar o máximo de tração possível para conseguir mandar suave na descida. Nada mais gostoso que acelerar uma moto 450cc em quarta marcha, botando a máquina para fazer o que foi feita para fazer, vindo no gás total pra mandar um salto de mais de 30 metros só pra você, só pelo ‘feeling’, só pela liberdade de pilotar”, concluiu Paô Bergamini.

Adriano Galante destaca a preparação feita para a expedição e a sensação única de pilotar em total liberdade.

“ Começo a me preparar pra viagem um ano antes, treinando crossfit, yoga, com uma alimentação adequada e quando chega a hora estou pronto pra encarar o que vier. Essa experiência é uma caixinha de surpresas, nunca sei qual o salto que vou encontrar, que tipo, que tamanho, qual a condição da areia...andamos no limite das motos e qualquer erro pode machucar bastante. A modalidade freeride é sensacional, você precisa reunir tudo o que aprendeu na vida sobre pilotar uma moto de cross porque, com certeza, você vai usar. Chegar em um lugar desconhecido e identificar curvas e saltos naturais é uma adrenalina que só quem está dentro do capacete pode entender. Você encontra um salto e fica na dúvida se conseguirá fazê-lo porque nunca foi feito por ninguém antes, então você acelera a moto, tirando o máximo dela, e vai de encontro à parede de areia...flutua em um silêncio incrível....”, descreveu Adriano.

Foto: DREAM TRIP

A família de Adriano Galante acompanhou os pilotos, mais uma vez, curtindo de perto cada momento e vibrando com os vôos em meio às dunas chilenas.

Na bagagem, além da experiência sempre única, dos visuais marcados na memória e da parceria, Paô e Adriano trazem o registro fotográfico de muitos momentos da DREAM TRIP.

Confira mais algumas imagens:

Comentários,

Comentar matéria

Não houve comentários sobre este assunto.

West Coast - 306x100

esportes,13 Nov