05/06/2017 - 10h26 - Atualizado em 06/06/2017 - 09h25

Começou o Brasileiro de Motocross!

Competição começou no último final de semana e teve a gaúcha Maiara Basso como um dos destaques

Fonte CBM

O fim de semana foi de pura adrenalina na cidade de Cornélio Procópio (PR). A cidade recebeu a abertura do Brasileiro de Motocross 2017. As disputas foram no Centro de Exposições Parque das Corujas, que ficou lotado de amantes do Motocross. A entrada para o espetáculo sob duas rodas foi apenas um quilo de alimento não perecível. Cerca de 30 mil pessoas visitaram o local nos dois dias de prova, que contou ainda com uma ampla estrutura de alimentação e atrações para toda a família.

Sábado

50cc

As provas da categoria 50cc deram início à temporada 2017 do Campeonato Brasileiro de Motocross, disputada em Cornélio Procópio (PR). Não faltou emoção na disputa e o piloto Felipe de Menezes, que chegou a ter problemas na moto durante a corrida, conquistou a vitória. "Comecei bem e a moto começou a falhar. Mas logo consegui recuperar a posição", diz o campeão de 10 anos, que começou na modalidade aos seis.

Felipe faturou a primeira vitória em 2017 com 15 segundos de vantagem sobre o segundo colocado, Matheus Lima. Lucas Pereira Correa terminou na terceira colocação. Gustavo Maurício foi o quarto colocado e Francisco Emílio terminou em quinto.

Felipe de Menezes dominou a categoria 50cc, terminando 15 segundos à frente do segundo lugar. Foto: Tiago Lopes/CBM

MX3

A segunda categoria em disputa foi da MX3. Quem subiu no lugar mais alto do pódio foi Willian Guimarães que começou a disputa já com punição de vinte segundos. “Eu entrei atrasado para alinhar no gate e precisei de uma ajuda do meu mecânico. Com isso fiquei um pouco nervoso e acabei largando mal, então tive que mudar minha estratégia de prova. Mas, deu tudo certo”, destacou o campeão da prova.

Quem largou na ponta foi Daniel Pessanha, seguido de Jhonatan Batista e João Paulo de Camargo. Aos dez minutos de prova Daniel Pessanha caiu e Jonathan assumiu a ponta. Guimarães acelerou e logo assumiu a ponta da prova, mas isso ainda não garantia a liderança, já que tinha punição de vinte segundos. No entanto, aos 13 minutos conseguiu abrir os vinte segundos e assumiu a frente.

Vinicius que estava em quinto caiu no mesmo lugar que o Daniel, na primeira curva depois do arco de chegada e abandonou a disputa.  Daniel, que tinha perdido posições, foi pra cima do Jonhatan e aos 18 min assumiu a segunda posição.

  1. Willian Guimarães
  2. Daniel Pessanha
  3. Jhonatan Batista
  4. João Paulo de Camargo
  5. Fabio Festi

Domingo

A gaúcha Maiara Basso domingou a categoria MXF. Foto: Tiago Lopes/CBM

MXF

A gaúcha Maiara Basso conseguiu uma vitória tranquila na categoria MXF da 1º etapa do Brasileiro de Motocross, disputada em Cornélio Procópio (PR). A piloto praticamente não foi ameaçada durante a prova e imprimiu ritmo forte do início ao fim da corrida.

"Tentei fazer voltas mais rápidas até os oito minutos de corrida, para apenas administrar o fim da prova. Quando vi que tinha uma vantagem boa, passei a fazer uma corrida estratégica para não errar e garantir a vitória até o final", diz a vencedora, que tem 21 anos.

Gustavo Pessoa venceu na MX2. Foto: Tiago Lopes/CBM

MX2

O piloto Gustavo Pessoa sobrou no fim de semana e venceu as duas baterias da categoria MX2. Com os triunfos, Pessoa já tem 50 pontos, e 10 de vantagem sobre os segundos colocados. Leonardo de Souza, Pepê Bueno e Fabinho Santos dividem a vice-liderança, todos com 40 pontos.

MX2Jr

Na MX2Jr, Léo Nunes largou na frente do campeonato. O piloto ficou em segundo lugar na 1ª bateria e em primeiro na segunda. Tallys Nathan, que foi o campeão na categoria 230cc, foi o vencedor da primeira bateria, seguido por Léo Nunes. Matheus Oliveira foi o terceiro, Leonardo Zequinão o quarto e Ranan Goto o quinto.

Junior

Bruno Schmitz, que no ano passado fechou a temporada em terceiro lugar na classificação geral na categoria, largou na frente na prova e segurou a posição até o fim. “Fiquei muito satisfeito. Trabalhamos muito nesses últimos meses e agora veio o resultado que esperávamos”, ressaltou o vencedor.

MX1

Na categoria das motos de 450cc, a MX1, não teve campeão definido nesta primeira etapa. Após uma reunião técnica entre diretoria de prova e pilotos a segunda bateria da categoria foi adiada para uma próxima etapa. O motivo foi medida de segurança para os próprios pilotos, por conta do sol já estar ´baixo´ e prejudicar a visibilidade dos mesmos. Com isso, foi realizada apenas a primeira bateria, em que o paulista Dudu Lima levou a melhor. “Fiz uma boa prova, consegui liderar praticamente do começo ao fim. É muito bom começar o campeonato já com vantagem. Agora é seguir firme no restante do campeonato. E quanto ao adiamento da segunda bateria, foi preciso mesmo, é importante termos a segurança em primeiro lugar”, destacou o piloto.

Tallys Nathan começou bem o brasileiro. Foto: Tiago Lopes/CBM

230cc

O piloto Tallys Nathan conquistou a vitória de sua carreira em uma etapa do Brasileiro de Motocross. Correndo pela categoria 230cc, o jovem fez uma prova regular para garantir o topo do pódio após corrida disputada neste domingo (4), pela primeira etapa do Brasileiro de Motocross, disputada em Cornélio Procópio (PR).

"Estou muito feliz. Foi minha primeira vitória em uma prova do Brasileiro. Agradeço aos patrocinadores e também a equipe que preparou a moto", resumiu Tallys, que é do Pernambuco.

Quem levou a 65cc foi Rafael Becker. Foto: Tiago Lopes/CBM

65cc

O piloto Rafael Becker saiu vitorioso na disputa da categoria 65cc. Ele explicou que se propôs a imprimir um ritmo forte na primeira metade da prova para que pudesse administrar o resultado na reta final. O piloto exaltou o nível de dificuldade da pista de Cornélio Procópio.

"A passagem nas canaletas estava difícil e alguns buracos também dificultaram. Depois que abri uma vantagem, diminui o ritmo para não errar, até porque tiveram duas quedas na prova", disse o piloto, que conquistou sua primeira vitória na categoria 65cc. Em segundo lugar na categoria, ficou o gaúcho Garmichel Rodrigues.

MX4 e MX5

As provas dos veteranos do Brasileiro de Motocross, a MX4 e MX5, largaram juntas e foi animada para o público e acirrada para os pilotos, neste domingo (4), em Cornélio Procópio. Valter Tardin largou na frente, aos quatro minutos William pressionou e ultrapassou o piloto. Chumbinho aproveitou e também ultrapassou Tardin.  Não demorou muito para Chumbinho que já tem 24 títulos nacionais acelerar mais um pouco e ultrapassar William Guimarães.

O Campeonato Brasileiro de Motocross faz uma pausa e volta no dia 30 de julho em São José, na região metropolitana de Florianópolis, em Santa Catarina.

Confira os resultados completos aqui.

Comentários,

Comentar matéria

Não houve comentários sobre este assunto.

West Coast - 306x100

Classificação,

    PILOTO PONTUAÇÃO
    1 Antonio Cairoli 478
    2 Clement Desalle 387
    3 Gautier Paulin 383
    VEJA TABELA COMPLETA

esportes,22 Nov