17/02/2017 - 10h14 - Atualizado em 17/02/2017 - 10h47

Leonardo Lizott e Felipe Mombach foram os mais rápidos em Fagundes Varela

Os dois pilotos voaram baixo no sábado e cravaram os melhores tempos nos cronometrados

Fonte: FGM / Fotos: André Charão

Os dois pilotos voaram baixo no sábado e cravaram os melhores tempos nos cronometrados, Lizott na MX2 (1:28.920) e Mombach na MX Pró (1:28.962). No domingo os dois fizeram valer os melhores tempos e, ao contrário de sábado, conquistaram as vitórias, Lizott na MX Pró e Mombach na MX2.

Leonardo Lizott e Felipe Mombach foram os mais rápidos em Fagundes Varela

A etapa foi especial para o agora ex-piloto, Douglas Scartazini Parise, o Duda Parise, como é nacionalmente conhecido nacionalmente. Duda foi alvo de muitas homenagens no domingo, tanto pelo título conquistado no ano passado, Campeão Brasileiro de Motocross MX3 2016, quanto pela sua vitoriosa carreira. Em uma nova fase de vida, e muito emocionado pelas homenagens, Duda declarou que não vai afastar-se do MotoCross, muito pelo contrário, quer viver intensamente o esporte, só que à partir de agora, do lado de fora das pistas. A prova do que Duda falou foi visto em Fagundes Varela, onde coordenou dentro da pista os trabalhos de manutenção realizados pelo Moto Clube Fim da Picada. 

A chuva bem que tentou, mas não conseguiu tirar o brilho da segunda etapa do Gaúcho de Motocross 2016 realizado neste último fim de semana na cidade de Fagundes Varela. A etapa contou com a participação de pilotos de várias regiões do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e também do Uruguai. No sábado a  noite algumas pancadas de chuva trouxeram a lembrança da etapa do ano passado, onde foram realizadas de baixo de chuva e muito barro.

No sábado os treinos livres e cronometrados deram uma boa idéia dos principais concorrentes às vitórias. Os pilotos “voaram baixo” nos 1.500m da pista. Confira abaixo quem fez os melhores tempos nos cronometrados:

Após os treinos cronometrados quatro categorias alinharam no gate para brigar pelas primeiras vitórias da etapa: Novatos Importadas, MX4 e 50cc A e B.

Douglas Colett vence a Novatos Importadas
Na categoria Novatos Importadas o uruguaio Franco Nahuel (Chuy) fez uma ótima largada e assumiu a ponta. Na primeira volta o dono do melhor tempo nos cronometrados, Douglas Colett (Casca), assumiu a primeira posição e manteve até o final para vencer a categoria. Leandro Fole (Montauri) largou no primeiro pelotão e assumiu o segundo lugar na primeira metade da prova e garantiu o resultado ao final da prova assumindo a liderança do campeonato. Nahuel foi o terceiro colocado com Vinícius Wotrich (XV de Novembro) em quarto e Tomas Todeschini (Nova Bassano) em quinto.

Rafael Becker e Pietro Pirolli vencem na 50cc
A disputa da 50cc foi eletrizante, principalmente na 50cc A, onde a briga pela vitória envolveu Matheus Kappel (Marau) e Pietro Pirolli (Tapejara). Kappel largou na frente e ao que tudo indicava o resultado estava assegurado, no entanto, após a primeira queda viu a vitória cair nas mão de Pietro Pirolli, que em uma prova redonda e sem erros “viu” Kappel chegar perto e depois cair três vezes no mesmo lugar. No final vitória de Pietro, que além da vitória assumiu a liderança da categoria, Matheus em segundo e Eduardo Camargo (Frederico Westphalem) na terceira colocação. Rafael Becker (Itapiranga/SC) dominou a categoria vencendo de ponta a ponta, Gustavo Nogueira (Parobé) foi o segundo colocado.

Vitória de ponta a ponta de Leandro Schwindt na MX4
Responsável por fechar o primeiro dia de competições a categoria MX4 foi um show à parte. Na largada Leandro Schwindt (Novo Hamburgo) e Gustavo Visoto (Carazinho), Walter Tardim (Nova Petrópolis/RJ) e Marco Müller (Nova Hartaz), que voltou a disputar uma etapa do Gaúcho de Motocross após um ano afastado, dividiram a primeira curva. Leandro levou a melhor e assumiu a ponta e abriu uma boa vantagem para vencer e assumir a liderança do campeonato. A briga pela segunda colocação ficou entre Visoto, Müller e Carlos Gustavo Kettermann (Montenegro), mas as posições não se alteraram fechando respectivamente na segunda, terceira e quarta colocação, Djalma Salvador (Caxias do Sul) completou o pódio na quinta colocação.

O domingo amanheceu com “céu de Brigadeiro”, a ausência total de nuvens espantava de vez a chance de chuva. No entanto, as pancadas de chuvas da noite mudaram um pouco a configuração da pista para o warm up. As motos que entraram na pista saíram totalmente embarradas, a medida que mais motos entraram a pista foi ganhando excelentes condições de competitividade.

Bruno Schmitz faz 100% de aproveitamento na Júnior
Com uma super largada, Pedro Magero (Caxias do Sul), não tomou conhecimento de ninguém e assumiu a ponta da prova. Assim que abriu a primeira volta Bruno Schmitz (Três Passos) assumiu a a liderança da prova, Gabriel Andrigo (Marau) aumentou o ritmo e após duas voltas também superou Pedro assumindo a segunda colocação. No final vitória de Bruno que emplacou a segunda vitória no campeonato, Gabriel em segundo, Magero em terceiro, Henrique Henicka (Lajeado) em quarto e Gustavo Feltrin (Serafina Correa) completou o pódio na quinta colocação.

Douglas Colett vence a Intermediária MX2
Maiara Basso (Mato Castelhano) puxou a ponta da categoria Intermediária MX2 ao fazer uma excelente largada. Na primeira volta Douglas Colett (Casca) assumiu a ponta, no mesmo embalo do líder o uruguaio Franco Nahuel (Chuy) ultrapassou Maiara e assumiu a segunda colocação. Na briga pela segunda colocação outro uruguaio, Joaquin Pereira (Cardona), colou em Franco, depois de várias tentativas Pereira assumiu a segunda colocação. Henrique Nicoletti (Ijuí) foi o quarto colocado e  Felipe Tenedini (Porto Alegre), dono da melhor volta nos cronometrados, após largar mal e ter que parar no pit-stop para reparar problemas na moto, foi o quinto colocado.

Fabiano dos Santos vence e assume a liderança da Intermediária MX1
Nicolas de Oliveira (Portão) fez uma excelente largada e assumiu a ponta da prova, Júlio Flach (Novo Hamburgo), Juliano Mercali (Veranópolis), Fabiano dos Santos (Venâncio Aires) e Leandro Schwindt (Novo Hamburgo), formaram o primeiro pelotão (zona do pódio). Com um ritmo muito forte Fabiano assumiu a segunda colocação e colou no líder da prova. Durante três voltas a pressão no líder foi muito forte. Quem também aumentou o ritmo foi Rodrigo Galiotto (Flores da Cunha), Wlater Tardim (Nova Petrópolis/RJ) e Matias Wisniewski (Frederico Westphalem) entraram no primeiro pelotão. Antes da metade da prova Fabiano assumiu a ponta e confirmou a vitória. Com o resultado o piloto assume a liderança do campeonato. Galiotto foi o terceiro, Tardim o quarto colocado e Matias o quinto.

Henrique Henicka vence e mantém os 100% de aproveitamento na 65cc
Disputa de gente grande na 65cc. Na largada Garmichel Giehl (Dois Irmãos) assumiu a ponta da prova. Guilherme Bresolin (Parobé), Henrique Henicka (Lajeado), Kauê Benato (Veranópolis) e Rafael Becker (Itapiranga/SC) formaram o primeiro pelotão. Aos poucos Henrique começou a impor ritmo mais forte que os demais e ganhar terreno, logo assumiu a segunda colocação e partiu para o ataque ao líder. Kauê Benato também aumentou o ritmo e assumiu a terceira colocação. Pouco depois da metade de prova Henicka assumiu a liderança, confirmou a vitória e emplacou a segunda vitória no campeonato. Garmichel foi o segundo, Kauê o terceiro, Rafael Becker o quarto e Bresolin o quinto colocado.

Felipe Mombach confirma excelente momento e vence a MX2
Depois de chegar perto da vitória em Ibirubá o surpreendente Felipe Mombach (Montenegro) venceu a categoria MX2. Na largada Matheus Basso (Gentil), Leonardo Lizott (Sertão), Gustavo Roratto (Santa Rosa), atual campeão da MX2, Henrique Araújo (Passo Fundo) e Felipe Mombach (Montenegro), disputaram a primeira curva. Matheus levou vantagem e logo tratou de abrir vantagem na ponta. Lizott pressionou e acabou sofrendo uma queda, perdendo várias posições. Henrique Araújo assumiu a segunda colocação e pressionou o líder, pouco tempo depois foi a vez de Araújo sofrer pressão e ser ultrapassado por Mombach e Roratto. Em espetacular recuperação Lizott voltou ao terceiro lugar e quando pressionava o líder e vice-líder de prova acabou sofrendo mais uma queda e não teve mais tempo de tentar novo ataque. Felipe Mombach forçou e tentou de todas as formas a ultrapassagem em cima do líder, que aconteceu na segunda metade da prova. No final vitória de Mombach, Matheus foi o segundo, Lizott o terceiro, Araújo, que recuperou mais uma posição, o quarto e Roratto o quinto colocado.

Vitória de Marcos Cordeiro na MX3
A categoria MX3 foi marcada por muitas disputas do começo ao fim. Na largada Walter Tardim (Nova Petrópolis/RJ), Matias Wisnieswski (Frederico Westphalen), Gustavo Visoto (Carazinho), Marcos Cordeiro (Araranguá/SC) e Júlio Flach (Novo Hamburgo) dividiram o primeiro salto. Assim que abriram a primeira volta Marcos Cordeiro assumiu a ponta da prova e Leandro Schwindt (Novo Hamburgo) a segunda colocação com Visoto colado logo atrás. Enquanto Cordeiro aumentava a vantagem para confirmar a vitória Tardim e Wisniewski assumiram o segundo e terceiro lugar, respectivamente. A disputa entre os dois durou até a queda de Wisniewski na décima volta. Quando tudo parecia definido com Cordeiro em primeiro, Tardim em segundo, Wiesnieski em terceiro, Schwindt em quarto e Everton Leandro (Palmeira das Missões) em quinto,  Gustavo Visoto tirou o coelho da cartola na última curva, recuperou uma posição e fechou a prova na quinta colocação.

Cássio Anacleto vence a segunda na Nacional Força Livre
A penúltima categoria a alinhar no gate foi a Nacional Força Livre. Na largada Jailo Boesing (Frederico Westphalen) assumiu a ponta da prova. Logo atrás Cássio Anacleto (São João do Sul/SC) e Lucas Pehls (Lajeado) dividiram o primeiro salto lado a lado. Anacleto assumiu a ponta assim que abriram a primeira volta e tratou de abrir vantagem para confirmar a segunda vitória no campeonato. Leandro Fole (Montauri), que não fez uma boa largada tratou de enrolar o cabo e conseguiu assumir a segunda colocação. Jailo conseguiu uma boa vantagem e garantiu a terceira colocação no pódio. A briga pelo terceiro lugar ficou entre Danny de Oliveira (Panambi) e Ricardo de Oliveira (Montenegro). No final vitória de Cássio, Fole em segundo, Jailo em terceiro, Danny em quarto e Ricardo em quinto.

Lizott fecha a etapa com vitória na MX Pró
A estreia do equipamento novo não poderia ter sido melhor para Leonardo Lizott (Sertão). A vitória na MX Pró deixa o piloto vivo no campeonato após um começo complicado em Ibirubá. Na largada Mateus Basso (Gentil) assumiu a ponta da prova com Leonardo Dambrós (Gentil), Nicolas Oliveira (Portão), Leonardo Lizott e Rodrigo Galiotto (Flores da Cunha) no primeiro pelotão formado pelos cinco primeiros colocados. Na segunda volta Nicolas assumiu o segundo lugar. Lizott então começou a pressionar os ponteiros. Antes da primeira metade da prova assumiu o segundo lugar e, aproveitando que Mateus teve problemas na moto perdendo rendimento, assumiu a ponta, o que seria questão de tempo, pois Lizott estava muito mais rápido que os demais. Mombach pegou carona com Lizott e assumiu o segundo lugar. Gustavo Roratto depois de ficar para trás na largada fez uma prova de recuperação e colou nos líderes, no entanto acabou tendo problemas na motocicleta, mesmo assim conseguiu manter-se entre os cinco primeiros colocados. No final vitória para Lizott, Mombach foi o segundo, Nicolas o terceiro, Mateus o quarto e Roratto o quinto colocado.

Comentários,

Comentar matéria

Não houve comentários sobre este assunto.

West Coast - 306x100

Classificação,

    PILOTO PONTUAÇÃO
    1 Antonio Cairoli 478
    2 Clement Desalle 387
    3 Gautier Paulin 383
    VEJA TABELA COMPLETA

esportes,14 Nov