20/08/2015 - 11h43 - Atualizado em 20/08/2015 - 11h44

Yamaha domina principal categoria na estreia da Copa Brasil de Motocross

Campano venceu a bateria final da Copa Brasil e manteve a liderança

Fonte: Yamaha Grupo Geração

Prova em Indaiatuba, São Paulo, somou pontos também pela terceira etapa do Brasileiro de Motocross 2015

Moto de Jean Ramos na frente do box da equipe - Crédito: Mau Haas

Mais de 15 mil pessoas assistiram a Yamaha Grupo Geração fazer dobradinha na abertura da Copa Brasil de Motocross 2015, em Indaiatuba, São Paulo, neste domingo, 16. Jean Ramos, em primeiro, e Carlos Campano, em segundo, ocuparam os lugares mais altos do pódio da rodada, que também somou pontos pela terceira etapa do Brasileiro de Motocross 2015. Assim, a Yamaha lidera as duas competições na principal categoria, a MX1 (450cc).

"Consegui vencer a primeira bateria com uma boa vantagem, e na segunda eu estava um pouco cansado porque tivemos um intervalo curto entre uma corrida e outra. Mas foi uma boa etapa, com o Carlos (Campano) imprimindo um bom ritmo, e nós dois colocando a Yamaha na frente. Bom que saio liderando a Copa Brasil e com apenas nove pontos de desvantagem para o Carlos no Brasileiro de Motocross", resume Jean, que ganhou sua primeira bateria do campeonato nacional neste ano.

Carlos Campano venceu a segunda bateria - Crédito: Mau Haas

Campano venceu a bateria final da Copa Brasil e manteve a liderança do campeonato brasileiro. O espanhol chega a quatro vitórias nas seis baterias realizadas nesta temporada do BRMX.

"Me senti bem, a costela (lesionada) não doeu muito e eu não cansei tanto como achei que cansaria. Mas na primeira bateria eu não larguei muito bem estava muito complicado ultrapassar, sofri muito porque os óculos sujaram e eu não conseguia limpar por que acabaram os tear-offs. Na segunda corrida consegui largar na frente, abri um pouco do Jean, e mantive a liderança", diz Campano.

Carlos Badiali mostrou boa pilotagem, mas uma queda e uma largada ruim lhe tiraram das primeiras colocações. O venezuelano terminou a rodada em sétimo.  

"Ainda fiquei um pouco satisfeito, apesar dos resultados, porque na primeira bateria eu larguei entre os cinco, mas caí e precisei recuperar e ultrapassar muitos pilotos. E na segunda eu larguei mal e a pista estava muito difícil de ultrapassar, mas consegui terminar em sétimo", conta Badiali.

ean e Campano no alto do pódio - Crédito: Mau Haas

Pódio na MX2

Na MX2, o time azul também conquistou grandes resultados, com Fabio "Moranguinho" Santos em segundo e João Ribeiro na terceira colocação do pódio, que teve Hector Assunção em primeiro.

"Na primeira bateria, larguei mal, acho que por volta do sétimo lugar, e consegui imprimir um ritmo bom, atacar e cheguei a assumir a primeira posição, mas um retardatário me atrapalhou e acabei perdendo a ponta para o Hector. Na segunda bateria eu larguei bem, mas a pista estava bastante difícil e eu caí, bati o peito e ficou difícil para respirar. Me concentrei e consegui terminar em segundo", conta Moranguinho, que é o sétimo colocado no Brasileiro de Motocross 2015.

Renato Paz - Crédito: Mau Haas

João Ribeiro deu um salto na classificação do campeonato brasileiro com a terceira colocação na Copa Brasil. Pulou do sexto para o terceiro lugar e agora está a 38 pontos do líder restando 150 tentos em disputa.

"Comecei mal a primeira bateria, por volta da décima colocação, e era muito difícil ultrapassar nesta pista. Tentei mudar de traçado algumas vezes e errei muito. Mas na segunda as coisas funcionaram melhor. Larguei em quarto e dei um tiro. Cheguei no líder, mas decidi andar com cautela e manter a segunda colocação para melhorar no campeonato brasileiro", explica João.

Pódios na Júnior

No sábado, 15, a pista de Indaiatuba foi palco para a terceira etapa do Brasileiro de Motocross na categoria Júnior. Renato "Muguinho" Paz, da Yamaha Grupo Geração, conquistou o segundo lugar e manteve a vice-liderança do campeonato.

"Peguei um dos piores gates de largada e tive que fazer uma prova de recuperação. Saí em 15º e cheguei no primeiro, consegui ultrapassar, mas tomei o troco no mesmo lugar. Agora são 11 pontos de diferença e o campeonato está aberto. Vamos para as últimas três etapas para brigar pelo título", comenta Muguinho. 

Thiago Brenner conquistou a quarta colocação na corrida e subiu uma posição no campeonato. Agora em terceiro, ele está a 23 pontos do líder com 75 pontos em disputa.

"Fiz uma corrida muito boa apesar da largada ruim. Fiquei trancado no gate e tive ultrapassar muitos pilotos para chegar em quarto. Consegui andar na mesma tocada dos ponteiros e estou feliz com minha pilotagem", fala Thiago.

Jean Ramos festejou a vitória - Crédito: Mau Haas

Resultados da Copa Brasil / 3ª etapa do Brasileiro MX

MX1 – soma das baterias
1. Jean Ramos (1-2) - Yamaha Grupo Geração
2. Carlos Campano (4-1) - Yamaha Grupo Geração
3. Balbi Junior (3-3)
4. Paulo Alberto (2-5)
5. Jetro Salazar (6-6)

MX2 – soma das baterias
1. Hector Assunção (1-1)
2. Fábio "Moranguinho" Santos (2-4) - Yamaha Grupo Geração
3. João Ribeiro (7-2) - Yamaha Grupo Geração
4. Dudu Lima (5-3)
5. Caio Lopes (6-7)

Júnior
1. Leonardo Almeida
2. Renato "Muguinho" Paz - Yamaha Grupo Geração
3. Leonardo Nunes
4. Thiago Brenner - Yamaha Grupo Geração
5. Marcus Lera

Classificação da Copa Brasil de Motocross

MX1
1. Jean Ramos / 47 pontos - Yamaha Grupo Geração
2. Carlos Campano / 43 pontos - Yamaha Grupo Geração
3. Balbi Junior / 40 pontos
4. Paulo Alberto / 38 pontos
5. Jetro Salazar / 30 pontos

MX2
1. Hector Assunção / 50 pontos
2. Fábio Santos / 40 pontos - Yamaha Grupo Geração
3. João Ribeiro / 36 pontos - Yamaha Grupo Geração
4. Dudu Lima / 36 pontos
5. Caio Lopes / 29 pontos

Classificação do Brasileiro de Motocross 2015 após três etapas

MX1
1. Carlos Campano / 138 pontos - Yamaha Grupo Geração
2. Jean Ramos / 129 pontos - Yamaha Grupo Geração
3. Paulo Alberto / 123 pontos
4. Jetro Salazar / 98 pontos
5. Balbi Junior / 92 pontos

MX2
1. Hector Assunção / 135 pontos
2. Dudu Lima / 112 pontos
3. João Ribeiro / 97 pontos - Yamaha Grupo Geração
4. Enzo Lopes / 94 pontos
5. Pepê Bueno / 91 pontos

Júnior
1. Leonardo Almeida / 75 pontos
2. Renato "Muguinho" Paz / 64 pontos - Yamaha Grupo Geração
3. Thiago Brenner / 52 pontos - Yamaha Grupo Geração
4. Tallys Brito / 52 pontos
5. Leonardo Nunes / 46 pontos

Próximo desafio
A próxima parada da Yamaha Grupo Geração é no Arena Cross Brasil, dia 29 de agosto, em Campinas, São Paulo.

 

Comentários,

Comentar matéria

Não houve comentários sobre este assunto.

West Coast - 306x100

Classificação,

    PILOTO PONTUAÇÃO
    1 Antonio Cairoli 478
    2 Clement Desalle 387
    3 Gautier Paulin 383
    VEJA TABELA COMPLETA

esportes,20 Nov