23/11/2015 - 10h48 - Atualizado em 23/11/2015 - 10h49

Piloto espanhol é tricampeão do Brasileiro de Motocross

Cerca de 20 mil pessoas compareceram ao motódromo da cidade de Três Rios (RJ)

Fonte: Assessoria CBM

Carlos Campano

Cerca de 20 mil pessoas compareceram ao motódromo da cidade de Três Rios (RJ) para a final do Campeonato Brasileiro de Motocross PRÓ realizada neste domingo, 22. A maior competição da América Latina na modalidade foi disputada em seis etapas.

Na principal categoria, a MX1, o piloto espanhol Carlos Campano assegurou o título e sagrou-se tricampeão brasileiro de Motocross na classe. O piloto já havia sido campeão em 2012 e 2014.

“Estou muito feliz com o resultado. Esse foi o meu melhor ano, pois o nível da categoria estava muito disputado, com pilotos andando muito forte. Agora é descansar e focar na próxima Temporada”, ressalta o Campeão.

Campano entrou na prova na liderança do Campeonato com 16 pontos de vantagem para o segundo colocado Jean Ramos. O espanhol ficou em terceiro na primeira bateria e venceu a segunda prova do dia, enquanto o brasileiro que buscava o título sofreu quedas nas duas provas.

“Fiz uma bela Temporada. Infelizmente nesta prova não fui muito feliz, pois estava andando bem e sofri as quedas. Levo desta temporada a lição de que tenho que me arriscar mais. Muitas vezes esse ano o Campano vencia e eu ficava em segundo, pois esperava um erro dele que não acontecia. Assim ele foi ganhando pontos a cada etapa e acabei deixando o campeonato escapar das minhas mãos”, declara Jean Ramos que sagrou-se vice-campeão da MX1.

Hector Assunção

Na MX2, o piloto Hector Assunção também conquistou o tricampeonato. Hector já foi campeão da MX2 nos anos de 2012 e 2014. O piloto venceu as duas baterias da classe. “É uma emoção muito grande. Estou muito feliz com a conquista do título. Dei o meu melhor para chegar até aqui”, ressalta.

Dudu Lima ficou com o vice-campeonato. O piloto terminou na terceira colocação das duas baterias e assegurou o segundo lugar na classificação. “Comecei o ano me recuperando de lesão. Fiz três provas ainda com dificuldade e tive que buscar bons resultados nas últimas etapas. Agora é pensar no próximo ano em que estarei correndo com meu irmão (Marcello Lima)”, destaca o piloto que subirá para a categoria MX1 em 2016.

Duda Parise

O título da MX3 ficou com Duda Parise. A vitória da etapa ficou com o esloveno Roman Jelen, mas como o piloto convidado não pontua, Duda Parise que ficou em segundo lugar na prova somou os 25 pontos. Com a vitória no Campeonato, Duda anunciou a aposentadoria. "Estou muito feliz com o resultado. Me esforcei muito para conquistar esse título. É difícil para mim parar de correr. Minha cabeça quer continuar, mas o corpo não aguenta mais”, ressalta o campeão.

Pódium Junior

Junior - Mesmo com título garantido, Léo de Almeida fez questão de participar da última disputa do ano. O piloto ainda conquistou a vitória na rodada. “Mesmo já com o título, quis correr todo o Campeonato. Treinei bastante e foi um bom ano”, destaca o campeão da categoria Junior de 2015, Leonardo de Almeida.

Comentários,

Comentar matéria

Não houve comentários sobre este assunto.

West Coast - 306x100

Classificação,

    PILOTO PONTUAÇÃO
    1 Antonio Cairoli 478
    2 Clement Desalle 387
    3 Gautier Paulin 383
    VEJA TABELA COMPLETA

esportes,20 Nov