28/08/2015 - 11h50 - Atualizado em 28/08/2015 - 11h52

Motos de Hollywood: Capitão América e sua Harley-Davidson

A Harley Davidson Street 750 foi lançada na Europa e seu objetivo é atrair o público feminino e jovem

Fonte: Motorede

E continuando nossa série de posts sobre motos ícones no cinema e separamos a moto do Capitão América, usada em seu segundo filme ‘O Soldado Invernal” que teve estréia em 2014.

Como já sabemos, a Harley tem sua marca associada a Liberdade, um dos maiores orgulhos dos norte-americanos, e nada mais pra ligar isso do que juntar o Capitão América a suas motos. No primeiro e segundo filmes podemos notar o gosto do Caps pelas motos e conseguimos ver o modelo Street 750 como também outros usados ao decorrer dos filmes. A Harley Davidson Street 750 foi lançada na Europa e o seu maior objetivo, segundo Dino Bernacchi, diretor de Marketing e Comunicação da empresa, é atrair o público feminino e jovem. Ele ainda completou “Tanto ele [Capitão América] como nossas motocicletas são grandes símbolos de liberdade e agora, em “Capitão América 2″, ele pilota uma moto desenvolvida para o ambiente urbano”.

Capitão América usa Street 750 da Harley-Davidson

É de fácil certeza que vamos acabar assistindo mais modelos delas nos próximos filmes da Marvel (estúdio responsável pela produção dos filmes de Heróis em questão) e provavelmente com lançamentos exclusivos para dar aquele gás nas vendas estilo a moto Fat Boy, usada no filme O Exterminador do Futuro 2.

Falando um pouco sobre a Street 750:

Fugindo um pouco de sua rotina, a HD pensou em quem precisa usar a moto para ambientes urbanos, que sempre está naquela correria da cidade.

O seu design simples e minimalista com guidão baixo fazem dela uma moto única, junto com o contraste de molas cromadas em suspensão bichoque. Sua cor preta é evidente e da todo o estilo dark custom.

Ela vem para ser uma moto fácil, sendo mais curta, leve e uma altura mais baixa quando comparada aos modelos Sporster.

Seu motor já passa a ser um Revolution X, réplica da famosa V-Rod, com dois cilindros em V a 60º e refrigeração liquida integral. Seu toque chega a 6,11 kgf.m até 4.000 rpm e seus freios são a disco e mordidos por pinças de pistão duplo.

O preço dessa beleza sai em R$ 23 mil reais numa conversão direta e ela se encontrar na Europa pelo valor de 7.500 euros.

Bônus: Quando está como Steve Rogers, um cidadão comum, o herói já passa a usar o modelo Breakout da mesma marca, uma moto estilo chopper com rodas maiores e turbina distinta. Ela já passa a ter um motor Twin Cam 103B de 1.690 cm³ e refrigerada a ar.

 

 

Comentários,

Comentar matéria

Não houve comentários sobre este assunto.