16/01/2013 - 11h23 - Atualizado em 16/01/2013 - 17h45

André Tramontini da Costa fala sobre a copa Centro Serra de 2012, e planeja 2013

Organizador de grandes eventos do motocross gaúcho abre o coração em entrevista exclusiva.

Zuun,motorcycles

O ano de 2012 foi, com certeza, um bom ano para o motociclismo gaúcho. No off-road, tivemos mais uma temporada de campeonatos muito bem organizados e recheada de pilotos qualificados. As Copas Centro Serra de Veloterra e de Motocross são dois dos grandes campeonatos da região. Em entrevista exclusiva, o organizador destes eventos e proprietário da André Promoções e Eventos, André Tramontini da Costa, avaliou 2012 e falou sobre os seus planos para o ano que está começando. Confira essa entrevista cheia de emoções, 2013 promete ser ainda melhor!

André se orgulha depois de mais um ano de dever cumprido. Foto: Divulgação/Zuun,Motorcycles

Zuun: Como foi o ano de 2012 para a André Promoções e Eventos?

André: No último ano, fizemos onze etapas da copa Centro Serra de Motocross, em várias pistas diferentes. Tivemos algumas mudanças no regulamento da competição, o que veio para melhorar e garantir o sucesso de mais um ano nas pistas. Posso dizer, com muita alegria, que 2012 foi um sucesso total, tanto pelo número de pilotos, quanto pelo público que compareceu em peso para acompanhar a cada etapa.

Zuun: Como você analisa a participação da criançada ao longo do ano?

André: Em 2012, tivemos um excelente número de crianças participando. A minha visão sobre o assunto é que, quanto mais incentivarmos os pequenos agora, maior é a chance de termos grandes pilotos no futuro. Claro que queremos criar novos campeões, mas só o fato de tirar algumas crianças das ruas ou de criar cidadãos de bem, já me deixa satisfeito.

Zuun: Quais as maiores dificuldades encontradas em 2012?

André: Tivemos alguns problemas durante o ano, principalmente a chuva que dificultou um pouco o trabalho em algumas etapas, além de alguns problemas pessoais. Para mim, o momento mais difícil foi, sem dúvida, a perda do meu grande parceiro e amigo Ademir Viecelli (Fundador da equipe Transpelúcia e um dos apoiadores do off-road gaúcho, falecido em setembro do ano passado). Foi a maior dificuldade que eu tive que enfrentar em 2012, me emociono muito ao lembrar destes momentos. O Ademir era um irmão para mim e estávamos trabalhando juntos há três anos.

Emocionado, André dedica a temporada ao seu grande amigo Ademir Viecelli. Foto: Divulgação Zuun,Motorccyels

Zuun: Mesmo com as dificuldades que você enfrenta, o que te dá forças para continuar?

André: Em primeiro lugar, eu amo o que faço. Meus filhos me acompanham e estão sempre junto comigo me dando forças. O fato de ver o sorriso no rosto de cada piloto saindo da pista, me motiva de uma forma extraordinária. Eu amo essa adrenalina que só o motociclismo proporciona. Ver a satisfação das pessoas que vem até a pista para assistir ao espetáculo não tem preço.

Zuun: Qual é a sensação depois de mais um ano de eventos bem realizados?

André: Eu diria que a sensação é de “dever cumprido”. Não apenas por mim, mas para os pilotos e patrocinadores que fizeram com que o evento saísse do papel. Tenho certeza de que todos aprovaram a temporada. Tivemos recorde de pilotos inscritos nas seis primeiras etapas e isso nos deixa feliz, além de nos motivar para que 2013 seja um ano ainda melhor.

Zuun: A quem você dedica esse 2012 de sucesso em seus eventos?

André: Eu gostaria de agradecer à minha equipe, minha família e a todos os pilotos que compareceram em 2012. Agradeço a cada um que me deu forças para superar a perda do Viecelli. Eu deixo um “muito obrigado” a todos os meus parceiros que estiveram presentes no ano passado. No início de 2012, eu e o Ademir Viecelli combinamos como seria a temporada. Hoje, ele já não está mais entre nós, mas queria deixar claro que nosso dever foi cumprido e dedico especialmente a ele, todas as coisas boas que ocorreram durante o ano.

Zuun: Quando os pilotos começam a acelerar em 2013?

André: A primeira prova está marcada para o dia dez de março, na cidade de Capitão (RS). Nossa ideia é fazer onze etapas de Motocross novamente e dez de Veloterra. Esperamos que o número de pilotos aumente e que o público seja ainda maior neste ano. Pretendemos realizar etapas em diversas cidades, para que todo o estado possa conferir esse esporte tão emocionante que é o motociclismo off-road.

A copa Centro Serra promete ainda mais emoções no ano de 2013. Foto: Divulgação Zuun,Motorcycles

Zuun: Quais são os projetos para o ano que está começando?

André: Acredito que 2013 seja um ano promissor. O público pode aguardar, pois diversas novidades estarão na pista. Faremos uma reunião com os pilotos para, talvez, criarmos algumas categorias diferentes, aumentando a competitividade do esporte. Pretendo incentivar ainda mais a garotada mais nova, para que tenhamos uma geração talentosa no futuro do Motocross. O certo é que a Copa Centro Serra voltará com “fôlego total”.

Comentários,

Comentar matéria
  • Gabriel Dias
    21/01/2013 - 10h38

    Sorte ter pessoas assim para engrandecer o motocross!

West Coast - 306x100

notícias,25 Abr