06/07/2017 - 10h25 - Atualizado em 06/07/2017 - 10h54

Ducati à venda para Harley-Davidson?

Depois de especulações a respeito da venda da Ducati pela Volkswagen, rumores apontam que a Harley-Davidson quer a marca

Zuun,motorcycles

Há algum tempo existem rumores de que a Ducati, hoje propriedade do grupo Volkswagen, estaria sendo considerada para venda, sendo que muitas pessoas temeram que a marca acabasse vendida para investidores chineses, que já haviam demonstrado interesse na marca.

No entanto, segundo informações não-oficiais da agência Reuters, a Harley-Davidson seria a mais nova candidata interessada a adquirir a icônica e famosa montadora italiana, sendo que as fontes afirmam que a HD estaria muito interessada na Ducati.

Informações sobre a venda da Ducati

Segundo as fontes da Reuters, a fabricante de motocicletas norte-americana estaria considerando fortemente a possibilidade de realizar a aquisição da Ducati, onde a oferta de compra pela marca pode chegar a US$1,67 bilhão e seria realizada ainda neste mês de julho.

Vale lembrar que a Ducati foi comprada pela Volkswagen em 2012, por meio da Audi, em uma transação que custou, na época, US$1,13 bilhão e foi marcada por diversas polêmicas.

Mais recentemente, no entanto, por seu envolvimento nos problemas de fraude de emissão de poluentes, que ficou conhecida por “dieselgate”, a Volkswagen estaria buscando formas de aumentar seu caixa, o que faria com que a Ducati seria um ativo valioso a ser vendido.

Foto: Divulgação

Outras interessadas na Ducati

Ainda segundo as informações obtidas pela Reuters, além dos chineses e da Harley-Davidson, a indiana Bajaj e a Royal Enfield, inglesa hoje controlada por uma Holding indiana, também estariam no páreo pela compra da Ducati.

Apesar de não terem realizado propostas oficiais, as marcas estariam interessadas na aquisição da italiana, mas terão que disputar com outras montadoras, fundos de investimento e até mesmo a antiga dona da marca, a Investindustrial, que também teria interesse na aquisição.

No entanto, qualquer negociação de venda não deve ser realizada antes do Salão de Milão, considerado o principal evento de motocicletas do mundo, e que ocorrerá em novembro na Itália, terra natal da Ducati.

Foto: Divulgação

O que diz a Volkswagen sobre o assunto?

Até o momento, a Volkswagen não se pronunciou a respeito dos boatos de venda da Ducati, sendo que no fim de 2016, ela chegou a afirmar que não considerava a venda da marca e que ela era uma “pérola” no portfólio da empresa.

Vale lembrar que a Ducati está em um bom momento em seus negócios, com crescimento de 1,2% no número de vendas em 2016, 4,1% de aumento no faturamento e 36% de crescimento de seus rendimentos no Brasil.

Comentários,

Comentar matéria

Não houve comentários sobre este assunto.