02/06/2016 - 02h13 - Atualizado em 02/06/2016 - 02h14

Alteração no Código de Trânsito deixa multas mais caras em 2016

Algumas infrações também tiveram alteração no texto legal

Zuun,motorcycles

Mudanças publicadas no Diário Oficial da União do dia 5 de abril alteraram o código de Trânsito Brasileiro,  deixando multas mais caras.

Publicada no Diário Oficial da União no dia 5 de abril, alteração no Código de Trânsito Brasileiro traz diversas mudanças para a legislação atual e faz com que multas sejam mais altas, além de novas interpretações para infrações como o uso de celular, estacionamento irregular ou se negar a realizar o teste de bafômetro terão punições mais severas e valores mais altos para os infratores.

Novas regras começarão a valer em 180 dias, quando acaba o chamado vacatio legis, período onde os motoristas deverão se adequar as novas medidas.

Novos valores para infrações de trânsito em 2016

As infrações de trânsito tiveram seus valores reajustados e passam a valer após 180 dias da publicação no Diário Oficial da União (5 de maio), mas a pontuação de cada infração permaneceu igual ao modelo em vigência atualmente.

Confira os valores:

  • Infrações leves: passarão do valor atual de R$53,20 para R$88,38. São 3 pontos.
  • Infrações médias: passarão do valor atual de R$85,13 para R$130,16. São 4 pontos.
  • Infrações graves: passarão do valor atual de R$127,69 para R$195,23. São 5 pontos.
  • Infrações gravíssimas: passarão do valor atual de R$191,54 para R$293,47. São 7 pontos.

Nova regulamentação das infrações de trânsito

Algumas infrações também tiveram alteração no texto legal, definindo um aumento nos valores da multa e também na pontuação atribuída ao infrator, sendo possível destacar também o aumento nas punições em alguns casos. Confira os detalhes:

Uso de celular e estacionamento indevido

O manuseio ou uso de celular durante a direção ou pilotagem estará cometendo infração gravíssima, com multa de R$293,47 e também 7 pontos. A medida também vale para o estacionamento irregular em vagas para idosos ou portadores de deficiência, sendo que neste caso também caberá remoção do veículo.

Teste de consumo de álcool e drogas

Também foi alterada a regulamentação para os motoristas envolvidos em acidente de trânsito que se negarem a realização de teste de bafômetro, perícia ou exame clínico para constatação de consumo de álcool ou outras drogas, cometendo infração gravíssima.

A multa, no entanto, será dez vezes mais alta do que infrações gravíssimas em outros quadros, custando R$2934,70, além da suspensão do direito de dirigir por um ano.

 

Comentários,

Comentar matéria

Não houve comentários sobre este assunto.

West Coast - 306x100

notícias,24 Out