31/03/2017 - 09h44 - Atualizado em 31/03/2017 - 09h48

Harley-Davidson do Brasil atesta a importância da troca do fluido de freio

As principais características dos fluidos de freio, revisão, manutenção e informações completas garantem uma pilotagem segura

Fonte: Printer Press

Toda Harley-Davidson possui inúmeros componentes que requerem manutenção regular que garantem o ótimo desempenho da motocicleta de forma segura, conforme indicado no manual do proprietário e no manual de serviço de cada um dos modelos da marca. Porém, um dos principais componentes das motos acaba sendo ignorado ou até esquecido: os freios.

Parte da manutenção necessária nas motocicletas H-D que utilizam o fluido de freio DOT 4 em seus sistemas, consiste em trocá-lo a cada dois anos. Essa troca é necessária pois, conforme o fluido de freio envelhece, suas propriedades químicas se deterioram e, se não for substituído, pode ocasionar danos ao sistema de frenagem.

Os freios podem desenvolver uma enorme quantidade de calor, particularmente quando usados de maneira repetida ou dependendo do modo como são acionados. O calor pode aumentar muito a ponto de fazer com que o fluido no sistema entre em ebulição. Assim, outra coisa a ser considerada sobre o fluido de freio é o seu ponto de ebulição, que pode ser afetado pelo teor de água absorvido. O DOT 4 tem como base o glicol e é higroscópico, ou seja, absorve água.

A ebulição converte qualquer água do fluido em gás. Como o gás pode ser mais comprimido e o líquido não, quando o fluido de freio entra em ebulição, pode fazer com que a alavanca ou o pedal do freio fiquem mais “soltos” e exija que o piloto bombeie os freios para criar pressão suficiente para, então , a velocidade da motocicleta.

Em última análise, a deterioração química e a absorção de água alteram as propriedades físicas do fluido de freio DOT 4, o que pode levar a problemas no seu desempenho, incluindo perda de frenagem dianteira ou traseira.
O fluido do freio (de qualquer tipo, não apenas o DOT 4) também deve ser reposto toda vez que uma das situações abaixo acontecer:
depois que a tubulação do freio, o cilindro-mestre ou a pinça de freio forem desmontados;
sempre que a alavanca ou o pedal do freio parecer “esponjoso”;
a qualquer momento em que o sistema de freio tiver sido acionado em um estado “esponjoso”, provocado por fluido em ebulição, mesmo se o funcionamento tiver voltado ao normal.

As motocicletas H-D com ABS também precisam do uso de uma ferramenta específica de diagnóstico, chamada Digital Technician II

Todas as concessionárias autorizadas Harley-Davidson têm uma ferramenta para medir, com precisão, o teor de água no fluido de freio DOT 4. Se um técnico especializado da H-D descobrir que o fluido de freio da motocicleta tem teor de água de 3,7% ou mais por volume, ele recomendará a troca do fluido, mesmo se a última tiver sido realizada a menos de dois anos. Com relação ao tempo empregado no serviço, geralmente o técnico especializado costuma fazer a troca do fuido de freio de meia hora a uma hora e meia (para freios não ABS).

As motocicletas H-D com ABS também precisam do uso de uma ferramenta específica de diagnóstico, chamada Digital Technician II, para “sangrar” o sistema adequadamente. É imprescindível saber que o fluido de freio pode ser corrosivo para a pintura, portanto, os técnicos da H-D são treinados para proteger todo o acabamento da motocicleta, no caso de espirros ou derramamentos.

“Recomendamos aos nossos clientes atenção constante para com suas motocicletas, e que no momento da revisão e da manutenção, procurem uma de nossas concessionárias autorizadas em todo o Brasil. Dessa forma, poderão tirar o máximo de proveito do desempenho de suas motos tanto nas ruas quanto nas estradas, além de desfrutarem de toda a experiência que a nossa marca proporciona”, destaca Flavio Villaça, gerente de marketing da Harley-Davidson do Brasil.

O site da H-DB possui informações completas de sua rede de concessionárias no País. A companhia recomenda o agendamento prévio dos serviços de oficina oferecidos a seus clientes, principalmente no que diz respeito a manutenção e revisão das motocicletas, de acordo com as especificações de fábrica e garantia de seus produtos.

Comentários,

Comentar matéria

Não houve comentários sobre este assunto.